Clique no título para ler as matérias na íntegra

Edição 14 - 19/01/2018

Reestruturação da carreira de Especialista: BCB deve apresentar proposta final em fevereiro

Membros do Grupo Consultivo (GC), que discute as sugestões da administração do Banco Central do Brasil para a reestruturação da carreira de Especialista, se reuniram com o chefe do Departamento de Gestão de Pessoas (Depes) da Casa, Marcelo Cota, nesta quinta-feira, 18 de janeiro, em Brasília. Em pauta, a definição, por parte do órgão, da proposta, que foi debatida no último bimestre de 2017. A diretora de QVT, Rita Girão, representou o Sinal no encontro.

Perda salarial da categoria: imprensa repercute Corrosômetro do Sinal

corros-12--jan-18-apito

Em entrevista ao Blog do Servidor, do Correio Braziliense, o diretor de Estudos Técnicos do Sinal, Daro Piffer, rechaçou a argumentação do governo de que o reajuste remuneratório trará ganhos reais aos servidores em 2018. Em linha com o Corrosômetro, divulgado na edição 12 do Apito Brasil, na última quarta-feira, 17 de janeiro, Piffer observou que o percentual previsto em lei “não recompõe sequer a inflação passada e apenas mitiga as perdas salariais já consolidadas”.

Edição 13 - 18/01/2018

Fonacate e Fonasefe iniciam tratativas para mobilização unificada 2018

previdencia-nao-solucao

O Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) deram o pontapé inicial para a mobilização unificada em defesa do serviço público para 2018 nesta quarta-feira, 17 de janeiro. Em discussão no primeiro encontro do ano, ações com vistas ao retorno dos trabalhos no Parlamento e os últimos ajustes para a reunião ampliada das carreiras, que ocorre nos dias 3 e 4 de fevereiro e deve definir as diretrizes da pauta reivindicatória ampla.

Edição 12 - 17/01/2018

Corrosômetro aponta enorme perda salarial dos servidores do BCB

corros-12--jan-18-apito

O Corrosômetro, documento já amplamente conhecido do Sinal, atualizado com os dados do Boletim Focus do Banco Central do Brasil de 12.1.18, demonstra de forma incontestável que os “privilégios” que recebemos de julho de 2010 até dezembro de 2017 se encarregaram de nos causar uma defasagem salarial de 21,0%. Sendo mais direto ainda, o salário mensal dos servidores do BCB perdeu 21,0% de seu poder de compra ao longo dos últimos sete anos e meio.

Edição 11 - 16/01/2018

Mercado reforça agenda do governo e cobra ajuste sobre funcionalismo

A notícia recente de que alterações, intencionais, na metodologia de elaboração do ranking de competitividade comercial entre países prejudicaram, no quadro internacional, o desempenho do Chile, pode representar um abalo significativo à credibilidade do Banco Mundial. Ao passo em que se desculpa formalmente perante as autoridades chilenas, o economista-chefe da instituição, Paul Romer, não afasta a possibilidade de que a mudança de parâmetros tenha sido alvo de motivações políticas, com o objetivo de prejudicar a gestão de Michele Bachelet.

Fica cada vez mais evidente que a declarada campanha governamental contra o servidor público, repercutida com estardalhaço pelos grandes órgãos da imprensa, imputando privilégios onde enxergamos direitos, rasgando a Constituição Federal ao suspender reajustes salariais legalmente concedidos e aumentar a contribuição previdenciária, que passa a ser arbitrariamente progressiva, sem qualquer consideração de caráter técnico a ampará-la, é fruto de uma conspiração, de modo a enfraquecer o Estado brasileiro e os serviços públicos que atendem diretamente ao cidadão.

Edição 10 - 15/01/2018

Representação superior: luta pela valorização de Carreiras de Estado e por manutenção de serviços de qualidade marca atuação da Fenafirc

A Federação Nacional dos Servidores dos Órgãos Públicos Federais de Fiscalização, Investigação, Regulação e Controle (Fenafirc) preenche lacuna histórica no âmbito da representação de segundo grau para uma série de Carreiras de Estado. Mais que instância de debate sobre organização sindical, a entidade se dedica a discutir o papel fundamental do poder público na vida do cidadão, por meio da valorização dos órgãos e de seus respectivos corpos funcionais.

Edição 9 - 12/01/2018

Em Fortaleza, representações sindicais reforçam luta em defesa do serviço público

previdencia-nao-solucao

Nas diferentes regiões, a categoria vem reforçando a luta pela preservação dos serviços públicos. Na última terça-feira, 9 de janeiro, foi a vez de representações sindicais em Fortaleza darem um importante passo rumo à unidade para confrontar a reforma da Previdência em pauta. O conselheiro regional, Luís Carlos Paes de Castro, representou o Sinal em reunião da Frente Cearense em Defesa da Seguridade Social e do Fórum Permanente em Defesa do Serviço Público.

Aposentados e pensionistas do serviço público em luta permanente

 “Congregar entidades de classe de servidores públicos, aposentados e pensionistas de todo o Brasil”. Sob o mote de unificar as carreiras em torno de seus objetivos comuns, o Movimento dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas (Mosap) faz valer sua missão institucional, acima descrita, representando uma importante instância de debate e mobilização no seio do funcionalismo. Com participação ativa, o Sinal é hoje representado na diretoria do Mosap pela assessora nacional, Sandra Leal, que ocupa a pasta de Comunicação.

Edição 8 - 11/01/2018

Banco Central: a redução do meio circulante e a responsabilidade com o cidadão

Matéria veiculada pela página eletrônica do Valor Econômico nesta quarta-feira, 10 de janeiro, repercute a disposição do Banco Central do Brasil em reduzir a circulação de dinheiro em espécie na economia brasileira em 2018. De acordo com fonte ouvida pela publicação, o projeto, que envolve mudanças no mercado de cartões de débito e crédito, é uma das pautas prioritárias na Casa para este ano.

Ressaltamos o empenho do BCB em trabalhar no sentido de estabelecer mecanismos que modernizem e deem mais segurança à relação entre comerciante e consumidor no país. Entretanto, há que se registrar algumas ponderações.

No Rio de Janeiro, entidades constroem unidade e definem ações contra reforma da Previdência

Segue a articulação da categoria em luta contra a PEC287/2016, que dispõe sobre a reforma da Previdência. Nesta quarta-feira, 10, no Rio de Janeiro, representações de diversas carreiras se reuniram para avaliação e encaminhamento de novas atividades unificadas.

rj_reforma

Edição 7 - 10/01/2018

Articulações pró e contra reforma da Previdência seguem a todo vapor

Recesso parlamentar ainda em curso, no entanto as articulações pró e contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que dispõe sobre a reforma da Previdência, seguem a todo vapor.

Atendendo a convite do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP), dezenas de representações sindicais participaram, nesta terça-feira, 9 de janeiro, de encontro no escritório regional do parlamentar para discutir a continuidade das ações de enfrentamento à matéria. Natalino Sakamuta e Hilton Barlach, conselheiros do Sinal em São Paulo, integraram a mesa de debates.

reforma

Na imprensa, a notícia é de que o Ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, terá à disposição nos próximos dias cerca de R$10 bilhões para reforçar o poder de barganha com parlamentares, em troca de votos favoráveis à reforma da Previdência.

Edição 6 - 09/01/2017

Planalto sinaliza desistência de quebra da regra de ouro; resistência da categoria impõe dificuldades ao governo

Canais de notícias da grande imprensa repercutiram nesta segunda-feira, 8 de janeiro, a desistência, por parte do Planalto, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que flexibilizaria a “regra de ouro” dos gastos governamentais. O projeto poderia reforçar a tendência do congelamento de investimentos no setor público, conforme criticou a edição 5 do Apito Brasil.

O recuo do governo, diante da reverberação negativa ante à possível medida - bem como a diversos outros intentos ao longo dos últimos meses - deve-se, em parcela considerável às trincheiras de resistência erguidas no seio do serviço público. Neste ambiente destaca-se a articulação de carreiras por meio do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe).

Edição 5 - 08/01/2017

Governo estuda apresentação de nova PEC: Adivinhem quem serão, mais uma vez, os prejudicados

Não bastassem as diversas ameaças que pairam sobre o serviço público, como a reforma da Previdência e o adiamento dos reajustes previstos em lei, por exemplo, especula-se, nos bastidores do poder, o surgimento de mais uma proposta que pode expor a categoria, ainda mais, à precarização iminente e acentuar o arrocho em tela. Veículos da grande imprensa noticiaram, no fim da última semana, que parlamentares da base aliada e a equipe econômica do governo trabalham numa Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para interromper, temporariamente, aplicação da “regra de ouro”.


6ª feira, 19 de janeiro de 2018
shadow