Edição 220 – 4/12/2017

Ato Nacional, amanhã, 5: Vamos parar em todo o Brasil contra a Reforma da Previdência e o pacote de ajuste fiscal


arte

O Sinal convoca os servidores a participarem de Ato Nacional, que se realizará amanhã, 5, às 15h, em todas as sedes regionais do Banco Central, marcando um dia de luta, paralisações e protesto contra a Reforma da Previdência e as demais medidas do pacote fiscal que atingem o trabalhador brasileiro e em especial os servidores públicos, escolhidos que foram pelo governo para serem o símbolo de uma classe privilegiada que precisa ser aniquilada para salvar o país.

A data faz parte da agenda conjunta do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), dos quais o Sinal faz parte.

A Reforma da Previdência e a Medida Provisória nº 805/17 já seriam motivos suficientes para nos indispormos contra o “pacote fiscal” do governo, mas matéria publicada neste sábado, 2 de dezembro, na página eletrônica do Congresso em Foco, renova a ameaça do encaminhamento ao Congresso, ainda em 2017, de um projeto de lei que em nome de uma “modernização na gestão de pessoas”, que criará o temível “carreirão”. “Segundo o plano de reformulação de política salarial, o salário inicial para ingresso na carreira de gestor, que exige nível superior e é uma das cerca de 250 carreiras do Executivo, cairia de R$ 16,9 mil para R$ 5 mil. Naquela categoria estão analistas do Tesouro Nacional e do Banco Central, por exemplo”, afirma trecho da publicação.

Vamos todos participar do Ato Nacional, em um gesto de repúdio às medidas governamentais que, com a desculpa mentirosa de uma solução do problema fiscal da nação, tem como único objetivo precarizar definitivamente os serviços públicos brasileiros, em uma ação irreparável contra a sociedade, principalmente em seus segmentos mais desprovidos economicamente.

Participe! Juntos somos fortes!

Edições Anteriores RSS
Sábado, 16 de dezembro de 2017
shadow