Edição 130 – 26/7/2017

PASBC: Aprimorar a gestão antes da análise econômica


pasbc_dest

O Departamento de Gestão de Pessoas (Depes) promoveu, em 26 de junho passado, evento onde apresentou propostas, sob o tema “Aprimorar gestão e governança do PASBC é uma das prioridades para garantir a sustentabilidade do Programa”. Regulação assistencial; Promoção à saúde, prevenção de doenças e QVT; Gestão de rede credenciada e Gestão e organização administrativa foram os pontos especificados como passíveis de atuação.

O Sinal, que há muito prioriza as questões do Programa de Assistência à Saúde dos Servidores do Banco Central (PASBC) em suas Assembleias Nacionais Deliberativas (AND), concorda plenamente com a direção do BC, incentiva e se coloca à disposição para colaborar, naquilo que lhe for possível, para que seja dada uma guinada no modelo de gestão e governança do Programa.

Não se trata aqui de uma crítica aos esforços dispendidos até então pela Administração e, muito menos, aos servidores dessa área tão sensível ao funcionalismo, que têm trabalhado com dedicação e qualidade irretocáveis, mas à necessidade de uma nova visão que aproveite tudo o que de bom já foi construído e busque o aperfeiçoamento necessário para aproveitar as novas ferramentas e modelos disponíveis.

Entendemos que todas as mudanças e inovações que vierem a ser implementadas terão efeito no desempenho do Programa, com ganhos importantes não só na sua administração, mas também na disponibilização de auxílios e benefícios e com consequências financeiras positivas, alterando fundamentalmente o quadro econômico do PASBC.

Por tudo isso, o Sinal mantém firme sua posição de que só poderemos examinar questões econômicas, como a da mudança do modelo contributivo, após a efetivação e a análise dos resultados de todas essas alterações propostas, vitais para a sustentabilidade do Programa.

Que o Banco Central demonstre que está realmente interessado em fazer sua parte, oferecendo as condições para uma gestão de excelência no PASBC, pois temos a convicção que os seus reflexos serão positivos para alcançarmos o equilíbrio desejado, sem rebaixamento salarial dos servidores.

Vamos juntos trabalhar nesse sentido, pela sustentabilidade do PASBC.

Edições Anteriores RSS
Domingo, 17 de dezembro de 2017
shadow