Edição 929 – 20/08/2018

Demonstrativo Financeiro Mensal – Julho/2018


S I N A L – REGIONAL BRASÍLIA
Demonstrativo Financeiro
 
COMPARATIVO jun/18 jul/18
0 – Receita Operacional Bruta – Bacen e Centrus (100%) e filiados especiais 233.752,36 232.073,00
0.1 – Retenção efetuada pelo Sinal Nacional (50%) + filiados especiais (116.876,18) (116.036,50)
0.2 – Parcela Destinada ao Sinal – DF (50%) Conforme Art. 9o, § 4o do Estatuto do Sinal 116.876,18 116.036,50
1 – Receitas Operacionais 111.032,37 111.922,15
1.1 – Contribuições de filiados 116.876,18 116.036,50
Contribuições BACEN – 50% Regional 112.273,67 111.610,90
Contribuições CENTRUS – 50% Regional 4.330,60 4.330,60
Contribuições de FILIADOS ESPECIAIS – 50% Regional 271,91 95,00
1.2 – Receitas Eventuais 0,00 1.687,48
Recuperação/Ressarcimento de Despesas 1.687,48
1.3 – Deduções da Receita Bruta -5.843,81 -5.801,83
5% Reserva p/ Contingência (5.843,81) (5.801,83)
2 – Despesas Operacionais   96.162,10 97.829,46
2.1 Pessoal 37.613,61 42.213,89
Salários 11.644,99 9.565,96
Férias 6.449,09
INSS 4.526,88 5.432,92
FGTS 1.420,21 1.704,46
PIS s/ Folha de Pagamento 177,52 213,05
Assistência Médica 6.355,32 6.355,32
Vale Refeição 5.035,98 5.045,25
Vale Transporte 1.006,53 818,60
Adic Tempo Serviço – Anuênio 2.523,84 1.706,90
Previdencia Privada 1.338,69 1.338,69
Comissões 3.583,65 3.583,65
2.2 – Instalações 8.026,85 6.982,79
Aluguel de Bens Imóveis 1.260,00 1.260,00
Condomínio 1.782,30 2.745,30
Energia Elétrica 503,86 561,18
Manutenção e Conservação 165,00
Depreciação s/Bens Móveis 1.447,37 1.490,07
Manutenção Conservação Predial 116,90
Material de Limpeza 44,93 91,67
Depreciação s/Bens Imóveis 552,67 552,67
Taxa de Limpeza Urbana 2.435,72
2.3 – Funcionamento 4.455,16 2.470,48
Telefone Convencional 333,45 336,62
Telefones Celulares 1.325,33 (367,08)
Internet 528,67 527,24
Conduções e Transportes 100,08
Viagens – Passagens 914,03
Viagens – Alim/Telef/Condução 760,00
Alimentação 815,70 765,80
Locação Equipamentos/Salas 400,00 400,00
Pedágios e Estacionamentos 26,00 36,00
Fretes e Carretos 11,90 11,90
2.4 – Administrativas 3.163,84 3.450,46
Despesas Judiciais (66,35)
Material para Informática 70,00
Cantina, Copa e Cozinha 351,19 542,46
Despesas Diversas 15,00
Convênios 2.864,00 2.838,00
2.5 – Serviços de Terceiros Especializados 19.002,24 18.799,99
Assessoria Jurídica 8.219,25 8.219,25
Assessoria Contábil 1.908,00 1.908,00
Assessoria Sindical 8.066,00 8.066,00
Prestação Serv Terc Pes Física 674,16 505,62
INSS – Terceiros 134,83 101,12
2.6 – Despesas Com Dirigentes 23.656,95 23.656,95
Remuneração do Presidente Regional 13.101,80 13.101,80
Representações (Verbas para Diretores Regionais), conforme votação eletrônica de 31/8/2011 e  Ata de Reunião Ordinária do CR-DF-006/2011 de 21/9/2011 10.555,15 10.555,15
2.7 – Despesas  Financeiras 243,45 254,90
Despesas Bancárias 243,45 254,90
     
3 – Resultado Operacional = (1 – 2)  14.870,27 14.092,69
     
4 – Resultado Financeiro  14.957,69 15.068,20
Rendimentos de Aplicações Financeiras 14.957,69 15.068,20
5 – Resultado Operacional e Financeiro = (3 + 4) 29.827,96 29.160,89
     
6 – Ajustes no Período (adequação do regime de competência para caixa) 5.959,36 10.282,03
Créditos a Receber e Bens  (1.870,18) 4.390,94
Adiantamentos a Funcionários (4.890,94) 4.890,94
Adiantamentos Concedidos ao Sinal Nacional 3.020,76 (500,00)
Obrigações e Patrimônio Social   7.829,54 5.891,09
Obrigações Trabalhistas e Tributárias 13,66 2.187,08
Reserva para Contingência a Destinar 5.843,81 5.801,83
Outras Obrigações 1.972,07 (2.097,82)
7 – Bens do Ativo Imobilizado 2.000,04 2.622,26
Depreciação de Bens 2.000,04 (2.906,10)
Baixa de Bens                          – 5.528,36
8 – Resultado Operacional e Financeiro Ajustado = (5 + 6 + 7) 37.787,36 42.065,18
9 – Disponibilidades Anteriores 2.845.196,23 2.882.983,59
10 – Disponibilidades Finais = (8 + 9) 2.882.983,59 2.925.048,77
Banco do Brasil 0,00 0,00
Banco do Brasil-RF CP 30 MIL 203.687,48 231.972,35
Banco Santander  – Conta Corrente 589,08 589,08
Banco Santander – Aplic.Fundo Premiuncredi 2.185.427,82 2.197.015,35
Aplicação Forte RDC – Cooperforte 492.430,96 494.721,82
Fundo de Caixa 848,25 750,17

Prezados (as) colegas,

O presente demonstrativo, relativo ao mês de julho de 2018, é um relatório financeiro gerencial que tem o objetivo de informar nossas disponibilidades no início do período, os ingressos havidos e as despesas realizadas no mesmo, resultando nas “Disponibilidades Finais” apresentadas.

Quanto às receitas operacionais, consideradas todas as contas de receitas, houve acréscimo de 0,8%, em relação a junho, explicado pelo computo da receita eventual apurada em leilão de equipamentos usados (R$ 1.687,48). A receita de Contribuições descontada pelo Depes na folha de pagamento, apresentou decréscimo de 0,59%, enquanto as contribuições de filiados especiais, apresentou queda de 65,06%. O quadro de filiados, que em junho/2018 totalizava 1.418 associados, apresentou em julho, 5 desfiliações, 1 falecimento, 1 servidor licenciado voltou a contribuir e 7 filiações, perfazendo 2 filiações líquidas, totalizando 1.420 filiados, cujo impacto financeiro ocorrerá somente em agosto/2018.

As receitas financeiras apresentaram acréscimo de 0,74%, explicado, principalmente, pelo acréscimo de 4,77% na taxa CDI de julho (0,5422%), comparada a junho (0,5175%). As aplicações financeiras apresentaram o seguinte quadro: 7,93% das disponibilidades (aplicação com resgate automático, excesso de caixa) no Banco do Brasil, Fundo RF DI 30 Mil, apresentou rentabilidade de 0,4541%, corresponde a 83,75% da taxa CDI média de julho; 16,91% das disponibilidades na aplicação Forte RDC – Recibo de Depósito Cooperativo da Cooperforte, apresentou rentabilidade de 0,4652%, corresponde a 85,80% da taxa CDI de julho; enquanto que o Fundo Santander FIC YIELD VIP REF DI CP, onde está aplicado a maior parte de nossos recursos (75,11%), apresentou rentabilidade de 0,5302%, perfazendo uma remuneração de 97,79% da taxa CDI média mensal de julho (0,5422).

As despesas operacionais tiveram um acréscimo de 1,73% em julho, explicado pelo aumento apresentado nos seguintes grupos: Despesas com Pessoal, acréscimo de 12,2%, devido, principalmente, aos acertos realizados na folha de pagamento, tendo em vista que um dos colaboradores gozou férias no período; Despesas Administrativas, acréscimo de 9,06%, explicado pelas compras para cantina e de material de informática;

As contas que apresentaram decréscimo relevante foram: Despesas com Instalações, decréscimo de 13%, devido, principalmente, ao não pagamento de Taxa de Limpeza Pública – TLP, da sede do Sinal-DF, como no período anterior; Despesas com Funcionamento, decréscimo de 44,5%, devido, principalmente, ao cômputo de crédito recebido da empresa Vivo, por cobrança indevida, que reduziu a despesa de telefonia celular.

Os demonstrativos contábeis (Razão Analítico – Nível 5 e Balancete Mensal) e as notas fiscais estão disponíveis para consulta, em área restrita a filiados. O Sinal-DF terá grande satisfação em esclarecer dúvidas e apreciar sugestões oferecidas pelo e-mail sinaldf@sinal.org.br.

Atenciosamente,

Rita Girão Guimarães                                                               Gregório Alberto Saiz Lopes
Presidente Regional                                                                  Diretor Financeiro

1.413 FILIADOS EM BRASÍLIA

Edições Anteriores