CRUZADA CÍVICA

    Tendo em vista que o assunto eleição ainda rende algum “caldo” e as “inúmeras” solicitações (pr’a mais de duas!), peço licença para repetir nesta semana, o artigo publicado no último número do BC Rio: Como promessa é dívida, vou continuar com a minha cruzada cívica no sentido de proporcionar aos leitores do BC Rio, um variado cardápio de candidatos ao pleito municipal deste próximo domingo. Para facilitar ainda mais, vamos dividir as opções em três categorias: por nome; por “slogan” e por plataforma.         A caminhada foi iniciada pelo interior do Estado do Rio onde é possível se votar em “figuraças” do calibre do Antonio Biscoito, do Carlão da Ressaca, da Cida Buracão, do Fernando Escangalhado, do Jair Loko da Lotação, da Nora Ney Furacão, Zói Bab Boy e Wagner da Malária.         Viajando até ao Estado de São Paulo, fiquei com a impressão que, para ser candidato em Bragança Paulista, uma das condições é ser rodoviário. Só assim podem ser explicadas a presença numa só disputa do Dito do Ônibus, Renato do Ônibus, Wilson do Ônibus e Zezão do Ônibus.        Aliás, o interior paulista é pródigo em bons nomes: Cachaça, João Loco, Jolindo Feio, Luisão Comedor, Manda pro Caribe, Nega Costureira, Nenê Embalador de Manga, Palhaço Bubú, Patife, Piolho, Tânia Xixi e Tomaz da desentupidora.  Isso sem contar que em São José dos Campos tem um candidato médico chamado Doutor Machuca e que em Ibiúna, existe outro, chamado Totó Parente, que ficou famoso na cidade porque todo mundo diz que prefere um cachorro amigo que o Totó Parente. Todavia, privilegiada mesmo é o município de Bofete! Se duvidar, me responde: em que cidade existe a oportunidade do voto para uma chapa do PT para prefeitura, formada por Torão e Cuião?         A passagem por Minas Gerais revelou que, quem está com tudo são os eleitores de Conselheiro Lafaiete e Três Corações. Apenas nessas duas cidades temos o Baiano Kung Fu, o Buzina, a Cida do Gás, o João Apavorado, o Lingüiça, a Mamadeira, o Meio-Quilo, o Perereca e o Zé Cueca.        Estou surpreso! Não esperava nada do Paraná, entretanto, só precisei ir a Londrina e a Pinhalão para receber maciço apoio para a minha cruzada cívica. Na primeira, o voto pode ser “sufragado” (quem se lembra do termo?) na Márcia do Pastel, no Pai Jacó, no Piriquito ou no Zé do Bode. E na segunda, a eleição transformou-se numa bela “festa”: Churrasco, Farofa, Leitão e Balaio.        Passadinha rápida por Goiás e uma constatação: se eu votasse em Goiânia não teria dúvida! Cravaria no nome do Sandes Júnior!        Rodei, rodei e o final da viagem foi em Apiaí (SP) para onde pretendo transferir meu título de eleitor. O motivo? É que fiquei fascinado com a ferrenha disputa que existe para a prefeitura da cidade entre a Cida Buracão e Sandra, filha do Edimilson do Fumo. A viagem, apesar de árdua e cansativa, também, proporcionou a coleção de alguns “slogans” que fariam inveja ao Duda Mendonça:Balneário Camboriú tem um candidato chamado Dão. Com o slogan: "Nós promete, nós DÃO!".De Pedrinho da Galha de Itu (SP): “Fui traído, mas jamais trairei meu povo”.Em Teresina (PI), o travesti Samantha Brasil bolou esse slogan: "Não sou eu quem “sou” diferente, os outros é que são iguais”.E é do Nem de Grussai (RJ) o slogan: "Nem faço e Nem vou fazer nada".Cajamar (SP), tem um candidato chamado Severino que deve ser gringo: "No pepino, yes Severino”.        A Doroti de Salvador (BA) é sincera: "Me ajeite que eu te ajeito”. E o candidato Emergência, da mesma cidade, fez uma adaptação à mesma idéia, propondo “me ajude que eu te ajudo”.             Peixinho do PPS afirma que “é seu amigo até debaixo d’água”Rio Claro (SP) possui os candidatos Nevoeiro que promete “um governo transparente” e o Vinagre que recomenda: “Mande seu voto pro VINAGRE!”.Em Baldim, Minas, o João do Trailer possui um português escorreito! Olha só o slogan: "É OU DEIXA DE É".Que tal o slogan do Eradio de Florianópolis (SC): “Vote CERTIO, vote ERADIO”.Sabem em quem o Bush vai votar em Campina Grande (PA)? Em BIN LADEN! O slogan é um achado: “Pronto para servir à comunidade”.E o último lampejo de criatividade vem de Oriente (SP) onde tem um candidato chamado Zé Roberto. A sogra também é candidata e, pra alfinetar o genro, lançou o slogan: “Vote bem, vote certo! Vote na sogra do Zé Roberto!”.No interior do RJ, há um candidato deficiente físico (não possui os membros inferiores) garantindo “que não irá passar a perna em ninguém!”. Entretanto, se a sua escolha eleitoral é realizada de acordo com as plataformas prometidas, aqui vão, gratuitas, três sugestões:1)      A da candidata Aparecida de São Félix (BA) que disse "para incentivar o turismo eu vou trazer um ator global, tipo o Thiago Lacerda, para ser crucificado na Semana Santa". 2) Do candidato a prefeito de Mariana, Minas: “Se eleito, prometo uma educação de TERCEIRO Mundo”;3) E a do Miguel Mossoró, candidato a prefeito da capital do Rio Grande do Norte? Prometeu construir uma ponte ligando Natal a Fernando de Noronha. Trezentos e vinte quilômetros! Só para comparar: a construção da Ponte Rio-Niterói, com 16 Km de extensão durou cinco anos e 4 meses. Faz as contas…         Obs.:  Mas, tá pensando o quê? Depois da promessa, o Mossoró passou de 2% das intenções de voto para 18,17% (67.065 votos) e ficou em terceiro lugar, numa eleição disputada por sete candidatos.  

    COMPARTILHAR
    Matéria anteriorAMODOR
    Matéria seguinteSOLIDARIEDADE E CULTURA