Propostas sobre o PASBC

    Dez Propostas Iniciais para o Debate a Respeito do PASBC

    Luciana Lira Sciotta, Maria Juliana Zeilmann Fabris e Luiz Rafael Gonçalves Giordano
    (Membros eleitos do Comitê Gestor do PASBC) 

    01. Fortalecer a estrutura organizacional do PASBC, valorizando o setor, as atividades desenvolvidas e os servidores envolvidos, tornando a área mais atrativa como local de trabalho.

    02. Destinar maior orçamento para treinamento, capacitação e qualificação dos servidores em gestão de saúde, objetivando aperfeiçoar e adequar os conhecimentos para atender às constantes exigências do Programa.

    03. Solicitar ao Depes o levantamento das diferenças nos serviços e produtos oferecidos nas diferentes Praças pelo Programa, visando alcançar homogeneidade de tratamentos, benefícios e oportunidades para todos os beneficiários do PASBC.

    04. Fortalecer a rede credenciada do PASBC, por meio do retorno de prestadores de serviços na modalidade Pessoa Física, resolvendo em definitivo todos os entraves relacionados ao recolhimento de INSS.

    05. Criar uma rede credenciada referenciada para o PASBC em todas as Praças, com honorários diferenciados para atrair médicos especialistas qualificados.

    06. Promover o intercâmbio de informações entre as Praças e entre os servidores que trabalham com o PASBC, visando a uniformização do atendimento aos usuários do Programa e o entendimento comum do regulamento e das normas que o sustentam. Para tanto, propõe-se a criação de um Blog no Portal do PASBC, onde os servidores possam manter contato constante e compartilhar conteúdos de interesse geral.

    07. Estimular atividades e programas que promovam a medicina preventiva, através de campanhas periódicas, entre ativos e aposentados, com o objetivo de preservar a saúde dos beneficiários, e consequentemente a saúde financeira do Programa no médio e longo prazo.

    08. Estender o programa de vacinação para outros tipos, além da campanha para prevenção de gripe, garantindo prevenção através da imunização;

    09. Estabelecer modelos de atenção aos idosos, levando-se em consideração a mudança no perfil epidemiológico decorrente do envelhecimento populacional com o objetivo de rastrear o risco funcional pela perda de autonomia e independência dos beneficiários, indo além do atual levantamento de doenças crônicas do Programa Vem Ser, a fim de promover compressão de morbidades, redução dos anos perdidos por incapacidade e aumento da qualidade de vida;

    10. Criar um programa de reembolso e/ou oferta de medicamentos, mais amplo que os atuais relacionados ao Programa VemSer e ao reembolso de medicamentos de alto custo, uma vez que estudos demonstram que a fidelização ao tratamento prescrito aumenta os índices de cura e reduz riscos reincidência na doença e de internações.