Edição 102 - 23/01/2015

Grupo de aprovados no Banco Central faz “apitaço” pela nomeação

http://www.sinal.org.br/brasilia/imagens/SA_102_23-01-2014_img_02.jpg

No fim da tarde dessa quarta-feira, 21 de janeiro, um grupo de aproximadamente 50 aprovados no concurso do Banco Central se concentrou em frente à saída da Sede da Instituição para promover um “apitaço” em favor de sua nomeação. Com faixas, cartazes, balões, máscaras, panfletos, apitos e buzinas, os aprovados reivindicaram a nomeação de todos os que concluíram com aproveitamento o curso de formação e chamaram atenção para a dificuldade que a falta de pessoal esta causando à instituição.

Uma das pessoas à frente da concentração, Vanessa Caliman, destaca que os aprovados completam um ano de curso de formação em fevereiro e que o prazo final para nomeação dos aprovados se esgota em setembro deste ano. Em alguns cartazes, o grupo destacava o fato de o efetivo atual do Banco Central ser o menor desde 1975. “O Banco Central vem pedindo desde 2008 a reposição de quadro, além de mandar vários documentos oficiais para o MPOG e a situação não é resolvida”, disse Vanessa.

Paralelamente, o Comitê de Política Monetária – Copom do Banco CENTRAL (BC) confirmou as expectativas de mercado e elevou a taxa Selic em 0,50 ponto percentual, para 12,25% ao ano.

“Por mais que 2015 seja um ano de ajuste fiscal, sabemos que o BC fez um pedido orçamentário para a nomeação de todos os aprovados esse ano e nós queremos que esse pedido seja atendido.” continuou Caliman.

Aproveitando a presença da imprensa que cobria a decisão do COPOM sobre os juros, eles conseguiram chamar a atenção de jornalistas para o assunto. A concentração ganhou as páginas de alguns jornais online, como o Correio Braziliense, Exame.com, Diário do Grande ABC, Blog do Servidor e o Diário de Pernambuco.

O grupo bolou um cartaz atado a balões pretos pendurados para chegar até a sala do Comitê de Política Monetária (Copom), onde se decidia sobre o rumo da taxa básica de juros (Selic), a fim de que os Diretores lessem os dizeres “nomeação dos 730 aprovados pelo BC”.

Os aprovados também distribuíram rosas e folhetos aos servidores que saíam, nos folhetos a frase “Apagão no Banco Central do Brasil”. Segundo o material, 2.251 cargos de especialistas (analistas e técnicos) estão vagos no BC, o que representaria uma defasagem de 36% do previsto em lei. “O comitê de campanha da presidente Dilma se comprometeu com a nomeação de todos os aprovados e o fortalecimento do quadro do Banco Central”, dizia o panfleto.

Além de alguns jornalistas, o grupo também conseguiu falar com o Diretor de Administração, Altamir Lopes. “Na saída do Copom ele parou o carro para falar conosco (…) Disse que esse mês está sendo muito complicado para conversar com o MPOG, por conta da mudança de governo.” publicou Vanessa Caliman para o grupo dos aprovados numa rede social.

O grupo terminou o “apitaço” por volta das 20h30, esperando pelo resultado mais breve em reação à sua reivindicação. Caliman chama a atenção “O Banco Central corre o risco de terminar o prazo final do processo seletivo com menos servidores do que quando abriu o concurso”.

Veja a galeria de fotos.

Edições Anteriores
COMPARTILHAR
Matéria anteriorCronologia da PEC 147
Matéria seguintegaleria a seguir