Edição 101 - 15/12/2014

Por que me filiei ao Sinal

Maurício de Alcântara Carvalho, analista/DEINF:

“Precisamos da força de um grande coral; precisamos ser uma só voz.”

“Vozes isoladas e descompassadas podem até representar a beleza da dissonância e da diversidade; entretanto, como Servidores Federais do Banco Central, devemos buscar a união, cantar a mesma música, no mesmo ritmo, em uníssono. Precisamos da força de um grande coral; precisamos ser uma só voz. É por isso que estou me filiando ao Sinal”.

http://www.sinal.org.br/brasilia/imagens/Maur%C3%ADcio_SA_101_10-12-2014_IMG_005.jpg

Aparecido Celio Pinto, analista/DESUC:

“Me filiei ao Sinal pela prestatividade e apoio aos futuros servidores do Banco Central (BCB)…”

“Me filiei ao Sinal pela prestatividade e apoio aos futuros servidores do Banco Central (BCB) que o Sindicato demonstrou desde a divulgação do resultado do concurso. Assessoria e esclarecimentos de dúvidas foram a tônica do Sinal no grupo que o Sindicato formou no facebook e em todas as fases posteriores do concurso como curso de formação, nomeação e posse. Ademais, posso notar já como servidor do BCB a atuação alerta e firme do Sinal na defesa dos interesses dos servidores do Banco Central.”

http://www.sinal.org.br/brasilia/imagens/aparecido_SA_101_10-12-2014_IMG_003.jpg

Edições Anteriores