Edição 0 - 29/09/2005

Assembléia mantém a greve em São Paulo. Nesta sexta-feira, dia 30/9, nova assembléia às 10h

ASSEMBLÉIA EM SÃO PAULO, DIA 29/9/05

Assinaram a lista de presença 180 colegas. A assembléia esteve animada, com muitas intervenções ao microfone.

Com 6 abstenções e nenhum voto contra, foi aprovado o seguinte conjunto de propostas:

a)     Manter a greve;

b)     Encaminhar e-mails pessoais pressionando as chefias, chefes de departamento e Diretoria;

c)     Acionar a imprensa, se necessário com texto pago;

d)     Utilizando como mote o desmonte do Banco Central, procurar os parlamentares e o presidente Meirelles, contornando o anteparo que significa a atuação hoje do Diretor de Administração.

Com 14 votos contra e 25 abstenções, a Assembléia aprovou também desautorizar, neste momento, o Conselho Nacional do SINAL a negociar os dias parados com a essencialidade.

Duas propostas foram rejeitadas, a saber:

a)     Fazer greve assinando o ponto (4 votos a favor e 13 abstenções);

b)     Salário da GQ de 5% igual ao da Receita Federal (6 votos a favor e 36 abstenções).

Nesta sexta-feira, dia 30/9, será realizada nova assembléia às 10h.

SINAL-SP

Edições Anteriores RSS