Edição 0 - 27/03/2003

Boletim n. 302, de 27/03/2003

NOTÖCIAS DA ASSEMBLIA DE ONTEM, REALIZADA EM SÇO PAULO – Na Assembl‚ia de ontem, 26/3, assinaram a lista de presen‡a 209 (duzentos e nove) colegas. No momento da vota‡Æo das propostas, o Plano de Cargos e Sal rios apresentado pela diretoria do Banco Central foi aprovado por 160 votos a favor, tendo 1 contra e nenhuma absten‡Æo. Por ampla maioria, a assembl‚ia aprovou tamb‚m que, durante a reuniÆo que ocorrer  hoje entre os representantes do funcionalismo e a diretoria do Banco Central, seja solicitada urgˆncia urgent¡ssima no trƒmite do PCS. Quanto …s elei‡äes do SINAL-SP, a assembl‚ia aprovou, por ampla maioria, altera‡Æo no Regimento Eleitoral no sentido de estender at‚ 31/3, segunda-feira, o prazo de filia‡Æo ao SINAL para quem deseja participar das elei‡äes, quer como eleitor, quer como candidato. ——————————————————————————————————————————————————— MANIFESTO AO FUNCIONALISMO EM SÇO PAULO – Encerrado o prazo estabelecido para a inscri‡Æo de chapas pretendentes … condu‡Æo do SINAL/SP no biˆnio maio de 2003/abril de 2005, resta o fato de nÆo haver interessados em conduzir os destinos da nossa Entidade. Diante do fato inusitado, a ComissÆo Eleitoral fixou um novo prazo para a inscri‡Æo de chapas concorrentes. Parece-nos que o desinteresse dos servidores do Banco em SÆo Paulo pelo futuro do SINAL/SP parte tanto dos servidores que ap¢iam o atual Conselho Regional quanto dos que nÆo ap¢iam, haja vista nÆo existirem chapas nem de situa‡Æo e nem de oposi‡Æo. Tememos que tal desinteresse possa ser uma nega‡Æo da importƒncia da entidade representativa dos servidores do Banco Central.  lament vel o fato de que muitos colegas preferiram discutir as suas divergˆncias nas copas, nos corredores, nas redes privadas, mas sempre longe do sindicato. Tal fato se caracterizou como uma nega‡Æo … institui‡Æo sindical, cuja principal conseqˆncia foi a de acirrar ainda mais a desuniÆo j  existente dentro do Funcionalismo. Da¡ nosso veemente apelo para que todos, independentemente do apoio ou da rejei‡Æo ao atual Conselho Regional, participem mais ativamente do cotidiano do SINAL. NÆo h  sindicato forte o bastante para prescindir da participa‡Æo de seus filiados. Estamos atravessando momento decisivo para o futuro da Institui‡Æo Banco Central e de seus servidores. A Reforma da Previdˆncia, a regulamenta‡Æo do Sistema Financeiro Nacional e o novo Plano de Cargos e Sal rios sÆo apenas alguns poucos exemplos da extensa tem tica que interfere no futuro dos servidores do Banco e que hÆo de exigir a nossa firme participa‡Æo. N¢s, da atual diretoria do SINAL/SP, frustrados na inten‡Æo de agregar novos colaboradores … gestÆo do Sindicato, decidimos nÆo participar do processo eleitoral por entendermos que os desafios a enfrentar exigem uma significativa soma de esfor‡os. NÆo h  como enfrentarmos a contento as lutas que se avizinham tendo, para o pr¢ximo mandato, um Conselho Regional com um n£mero reduzido de pessoas que nÆo consegue espelhar todos os segmentos do BC de SÆo Paulo. NÆo temos como atender …s leg¡timas expectativas dos servidores de SÆo Paulo com tÆo reduzido n£mero de conselheiros, a despeito da gravidade da situa‡Æo. Assim, conclamamos todos os interessados na constru‡Æo de um Sindicato representativo para juntos encontrarmos uma solu‡Æo para o problema. Para tanto, estamos programando uma reuniÆo para o pr¢ximo dia 28.03.2003, …s 12h30, na sede do SINAL, ocasiÆo em que discutiremos o futuro do nosso Sindicato em SÆo Paulo. Conselho Regional do SINAL-SP ——————————————————————————————————————————- ONDE ESTÇO OS DESCONTENTES? – Venceu anteontem, em 25.03.2003, o prazo para inscri‡äes de candidatos ao Conselho Regional do Sinal, e causou-me perplexidade saber que nÆo houve uma £nica inscri‡Æo sequer. Mas talvez minha perplexidade deva-se … ingenuidade de acreditar que aqueles que criticam estejam dispostos a trabalhar por mudan‡as. Na verdade, a disposi‡Æo, quando existe, fica restrita a coment rios inconseqentes nos intervalos para caf‚s ou limitada a polˆmicas est‚reis lan‡adas em forma de panfletagem eletr“nica, atrav‚s das redes. A omissÆo generalizada que se observa no Bacen / SP ‚ bastante perigosa, sobretudo quando tˆm in¡cio discussäes important¡ssimas para a institui‡Æo e seus servidores, tais como a implanta‡Æo de um novo Plano de Cargos e Sal rios (PCS), a Reforma da Previdˆncia e a regulamenta‡Æo do artigo 192 da Constitui‡Æo Federal, todas elas no contexto de um governo que promete ouvir todos os segmentos da sociedade. Precisamos nos fazer ouvir, agregando id‚ias e qualificando os debates que se iniciam. Certamente, nÆo conseguiremos nada comodamente escondidos atr s de notebooks e desktops, conformados com nossos parcos vencimentos de “elite” do servi‡o p£blico. M rcio Silva Paulo (Desup/SP)

Edições Anteriores RSS