Edição 0 - 09/05/2007

SINAL-SP INFORMA nº 132, de 09/05/07: A greve em São Paulo, 09/05

 

 SINAL-SP INFORMA

São Paulo, 9 de maio de 2007 – nº 132

 

 

A GREVE EM SÃO PAULO

A adesão à greve em São Paulo nesta quarta-feira, 09/05, cresceu mais um pouco: agora são 70% dos servidores em greve, entre os quais três gerentes. O 7º andar ficou vazio. No Mecir, apenas 9 servidores continuam trabalhando. No Desup e Desuc os supervisores aderiram maciçamente à greve, restando apenas 6 nos postos de trabalho.

Na assembléia informativa realizada hoje de manhã, comentou-se que os policiais federais, da mesma forma que os servidores do Banco Central, exigem também do governo retroatividade quanto à proposta oferecida. Leia no quadro abaixo notícia sobre o assunto.

Enquanto isso, no Congresso uma comissão dos servidores, vinda de várias Regionais, fazem trabalho corpo-a-corpo visando abrir canal de intermediação para superar o impasse a que chegaram as negociações. A acolhida à nossa demanda é considerada justa e plenamente defensável junto ao Executivo, na opinião dos vários deputados contatados. A propósito, veja o Apito Brasil nº 045, desta data (clique aqui).

Nesta quinta-feira, 10/05, haverá assembléia informativa às 10h. É importante a presença de todos em frente ao prédio do BC, a partir das 8h.

 Conselho Regional do Sinal-SP

 

Termina sem acordo reunião entre funcionários da Polícia Federal e governo

8 de Maio de 2007 – 21h13

Lourenço Canuto

Repórter da Agência Brasil

Brasília – Não houve acordo entre os funcionários da Polícia Federal e o Ministério do Planejamento, em reunião realizada hoje (8), para discutir o pagamento da segunda parcela de reajuste dos salários dos servidores, da ordem de 30%. Havia sido acertada no ano passado que ela seria efetivada no mês de dezembro último. As representações de delegados, policiais e peritos da PF propuseram ao governo o pagamento desses 30% que faltam, do total de 60% prometidos em 2006, dividido em 3 vezes. A primeira parcela seria retroativa a janeiro de 2007, a segunda no próximo mês e a última em janeiro de 2008.

O secretário de Recursos Humanos do ministério, Sérgio Mendonça, disse ao final da reunião que "o governo está aberto à negociação mas não tem condições orçamentárias para pagar dessa forma". Os policiais vão fazer assembléias nos próximos dias e segundo seus representantes está de qualquer forma marcada paralisação para os dias 22, 23 e 24 de maio. De acordo com o presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Sandro Torres Avelar, os policiais só não paralisaram suas atividades nos dois primeiros dias desta semana 6 e 7/5 em respeito à visita do Papa Bento 16.

A proposta do secretário Sérgio Mendonça para os policiais é que o governo está disposto a dividir os 30% entre 2008 e 2010, o que foi rejeitado por todas as categorias da Polícia Federal representadas no encontro. Mendonça explicou que "o governo está tentando compatibilizar as diversas negociações com os servidores públicos e os realinhamentos dentro de tabelas compatíveis com os objetivos do Programa de Aceleração Econômica (PAC). "Existe um teto para a expansão das despesas com pessoal", segundo o secretário, "por isso não pode formular proposta em particular para a Polícia Federal".

Ele disse que "a proposta da PF é legítima" mas acha que "nesse momento estamos muito longe de um ponto de equilíbrio nessa discussão". Na segunda feira o secretário deverá se encontrar novamente com os policiais federais. Em relação à proposta do ano passado de aumento de 60% Mendonça diz que ela não foi nem um erro nem um engano. Ocorreu, segundo sua versão, "dentro de um contexto de comparação com os salários do Ministério Público Federal, usando-se um parâmetro que não cabe no caso da PF uma vez que estamos falando de padrão salarial muito bom". "Com esse padrão podemos recrutar através de concurso os melhores quadros no Brasil para uma polícia de alto nível", acentuou o secretário [que] prevê a possibilidade de um acordo nas próximas 2 ou 3 reuniões.

 

REDE CONVENIADA DE DESCONTOS

Ingressos de Cinema:

Unibanco Arteplex SP – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 23/08/07. O convite deve ser trocado por ingresso na bilheteria dos cinemas, no Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca. 569, 3º piso. Consulte aqui a programação.

Rede CinemarkRede Cinemark – Não dispomos de convites, no momento.

 

 

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

Rua Peixoto Gomide, 211 – São Paulo (SP) – Cep 01409-001

Tel/Fax: 3159-0252 / e-mail: sinalsp@sinal.org.br

 

Edições Anteriores RSS