Edição 0 - 20/03/2008

SINAL-SP INFORMA nº 241, de 20.03.08: Assembléia quinta-feira, dia 20.03.08, às 14h / Resultado da Assembléia de 19.03.08 / Saiu na imprensa / Rede conveniada

 

 SINAL-SP INFORMA

São Paulo, 20 de março de 2008 – nº 241

 

111 DIAS

de atraso no cumprimento do ACORDO SALARIAL

 

 

ASSEMBLÉIA NESTA QUINTA-FEIRA, DIA 20/03, ÀS 14H

Desligue o seu computador e compareça, às 14h, ao saguão do prédio do BC! Vamos protestar contra o tratamento discriminatório do Governo e exigir isonomia entre as carreiras de Estado!

Conselho Regional do Sinal-SP

 

RESULTADO DA ASSEMBLÉIA REGIONAL DE 19/03/08

A Assembléia realizada em São Paulo na quarta-feira, dia 19/03, contou com a assinatura de 94 servidores nas listas de presença.

Foram repassados informes a respeito de reuniões do Sinal com parlamentares e membros do governo federal.

Comunicou-se que o Conselho Nacional do Sinal, em reunião telefônica ocorrida nesta data, acolheu a proposta aprovada em nossa Assembléia de 18/03/08, no sentido de estabelecer um calendário de mobilização, o qual deverá ser apresentado em Assembléia Geral Nacional prevista para a semana que vem.

Durante a Assembléia, colheram-se mais assinaturas nas listas de adesão aos termos da "Carta de Belo Horizonte", que defende a implantação do subsídio como forma de remuneração para os servidores do Banco Central [em São Paulo, entre ativos e inativos, 294 colegas concordaram com os termos da Carta].

 

 

Assembléia de 19/03

 

SAIU NA IMPRENSA

Jornal de Brasília, 20/3/08

Coluna Ponto do Servidor – Maria Eugênia

Sai proposta para fazendários

Depois de muita espera, o Ministério do Planejamento apresentou a proposta de tabela salarial para os servidores administrativos do Ministério da Fazenda.

A tabela não agradou à categoria, que negocia, desde 2005, a criação de um plano de carreira específico para o setor. A proposta para os fazendários é fruto de um compromisso firmado pelo governo com a categoria, após uma greve. A tabela apresentada traz, entre outros problemas, valores de Vencimento Básico (VB) bem inferiores aos das gratificações de desempenho propostas. Para os servidores isto é inaceitável, já que tabelas de todas as categorias com acordos firmados até agora trazem o VB como principal item do contracheque. A entidade está negociando com Planejamento melhorias. Pela proposta, o reajuste será pago em parcelas (2008, 2009 e 2010). Para o pessoal da ativa, de nível superior, os reajustes variam entre 26,13% e 80,53%. Para os inativos, entre 7,32% e 34,14%. Os servidores de nível médio, terão reajustes entre 43,29% e 64,36% (ativos) e entre 1,45% e 24,28% (inativos). Para os auxiliares, variam entre 42,79% e 45,23% (ativos) e 4,75% e 7,05% (inativos).

Deputado pede explicações à AGU

O deputado Paulo Bornhausen (DEM/SC) apresentou na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados requerimento para debater com o advogado-geral da União, José Antônio Toffoli, os reajustes nos vencimentos dos membros da Advocacia Pública Federal. De acordo com o deputado, o convite servirá para esclarecer a causa do não-cumprimento do termo de compromisso firmado entre o Ministério do Planejamento e os membros da Advocacia Pública Federal, para melhoria salarial da categoria. Para Bornhausen, a reivindicação dos advogados é justa. Desse modo, ele estranha a posição do ministério, que atribui o não-cumprimento ao fim da CPMF. A categoria está em greve desde o dia 17 de janeiro. De acordo com os advogados, 30% dos novos servidores abandonam a carreira por conta do baixo salário.

[[]]

Enquanto isso…

Correio Braziliense, 20/3/2008

Daniel Pereira

O céu é dos servidores, diz Lula

Presidente destaca que nunca antes um governante agradeceu ao funcionalismo público por sua dedicação e dá pito nos ministros que faltaram com a verdade sobre obras do PAC

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou uma reunião reservada com funcionários que trabalham no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para defender os servidores públicos e criticar os ministros. Aos primeiros, agradeceu pela dedicação, que não seria deixada de lado mesmo com a "má remuneração" paga pela União. Já os segundos ouviram um pito, por demorar na realização de obras do PAC e faltar com a verdade ao prestar contas ao Palácio do Planalto.

Lula começou seu discurso de quase 30 minutos com o afago ao funcionalismo, depois de destacar que nunca antes na história um presidente se encontrara com um grupo de servidores para demonstrar gratidão pelo trabalho realizado e pedir mais empenho na execução de programas oficiais. "Não sei se alguma vez alguém agradeceu aos servidores públicos, porque normalmente os servidores são bode expiatório para muitas mazelas de coisas que não funcionam na administração pública", declarou Lula.

Na parte final da cerimônia, o presidente reconheceu que nem todos os funcionários públicos no Brasil são bem remunerados. "Somos um país ainda de casta nessa área. Algumas categorias ganham muito e outras ganham muito pouco." Em seguida, Lula deu a entender não ter como cobrar ainda mais de trabalhadores que recebem R$ 4 mil ou R$ 5 mil por mês para trabalhar até 16 horas por dia. "Só posso dizer para vocês que muitos terão um lugar no céu quando não estiverem mais aqui, porque a dedicação é muito grande", disse Lula.

"Eu tiro pela Presidência da República. Tem gente que entra aqui às oito horas, sai daqui à meia-noite e nunca reclamou, pelo menos para mim. Acho que esse é o sacrifício de quem está na máquina pública." Apesar de insistir que a reunião tinha um caráter de agradecimento, o presidente passou a maior do tempo reclamando dos ministros. Mostrou-se irritado com o fato de receber dos auxiliares informações que são desmentidas posteriormente. Deixou claro que não aceitará mais, por exemplo, descobrir que uma obra anunciada como concluída ainda não está pronta para ser inaugurada.

Ou que o valor investido é menor do que o informado pelo ministro. "Decidi que agora só vou citar número que vier por escrito e assinado pelo ministro. Qualquer um pode passar por mentiroso, menos o presidente da República", declarou Lula. Entre os presentes estavam a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e os titulares das Cidades, Márcio Fortes; dos Transportes, Alfredo Nascimento; de Minas e Energia, Edison Lobão; da Fazenda, Guido Mantega e da Saúde, José Gomes Temporão.

 

REDE CONVENIADA DE DESCONTOS

Cacau Show – chocolates finos. A franquia oferece desconto de 7% (sete por cento) em todos os produtos, independentemente da forma de pagamento, nos seguintes endereços: Rua Peixoto Gomide nº 397 [tel. 3129-5712], Rua Dr. Rafael de Barros nº 18 e Rua João Cachoeira nº 376 (Itaim Bibi).

 [[]]

Ingressos de Cinema:

Unibanco Arteplex SP – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 29/06/08. O convite deve ser trocado por ingresso na bilheteria dos cinemas, no Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca. 569, 3º piso. Consulte aqui a programação.

Encomende seus convites por telefone, até às 16h.

 

  

 

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

Rua Peixoto Gomide, 211 – São Paulo (SP) – Cep 01409-001

Tel/Fax: 3159-0252 / e-mail: sinalsp@sinal.org.br

 

Edições Anteriores RSS