Edição 0 - 19/11/2009

SINAL-SP INFORMA nº 374, de 19.11.09: O Sinal e as centrais sindicais – IV / Saiu no sítio da Força Sindical / Saiu na imprensa / Rede conveniada de descontos

 

SINAL-SP INFORMA

São Paulo, 19 de novembro de 2009 – nº  374

*  Siga no TWITTER as últimas notícias do Sinal-SP  *

O SINAL E AS CENTRAIS SINDICAIS – IV

O Seminário "Avançando o Sinal", a ser realizado no dia 26 de novembro, em Brasília, das 15h às 17h30, reunirá líderes de cinco centrais sindicais. Sua abertura deverá ser feita pelo sr. Luiz Soares Dulci, Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, com transmissão pela TV Bacen a todas as estações de trabalho.

A grandiosidade do evento deveria qualificá-lo por si só, mas antes de tudo o seminário é a resposta aos anseios e votos dos delegados que, presentes à Assembleia Nacional Deliberativa – AND do Sinal, realizada em Canela (RS), concluíram ser um dever do sindicato realizar um grande debate com seus filiados a respeito do assunto.

É certo que inexiste obrigação legal de filiação a qualquer central, porém, precisamos acumular mais conhecimento sobre vantagens e desvantagens e a melhor forma de iniciar a discussão é com a apresentação, pelas próprias centrais, de suas características e funções. A presença dos filiados ouvindo e questionando-as, será o primeiro passo para que comecemos a criar massa crítica.

Haverá mais debates com pessoas de outros segmentos da sociedade; assembleias serão feitas para incrementar a discussão interna; muito será falado, escrito e conversado. Ver, a propósito, o texto da Lei 11.648, de 31 de março de 2008, que reconheceu formalmente as centrais sindicais.

O momento requer muita calma e reflexão. É necessário ouvir tudo o que pudermos, discutir muito entre nós para aclarar as ideias sobre o que queremos para o sindicato com relação às centrais sindicais. Somente depois de percorridas essas etapas é que nos disporemos a participar de uma votação eletrônica a respeito.

Ninguém está com pressa, apesar dos arautos do obscurantismo já se apresentarem como defensores intransigentes da ignorância.

O processo decisório levará o tempo necessário para que todos estejam devidamente conscientizados do que queremos para o nosso sindicato.

[[]]

Enquanto se aguarda o debate, fica aqui o convite para você visitar o sítio na internet de cada uma das Centrais Sindicais. Hoje a sugestão é uma visita à Força Sindical (*), de onde tiramos a notícia contida no quadro abaixo, dando conta da visita que dirigentes do Sinal fizeram à entidade, no último dia 13/11, para convidá-la a participar do evento.

O Sinal trabalha com os meios para você decidir o melhor a ser feito. Participe!

(*) nos três últimos boletins, as sugestões foram: CGTB , CTB  e CUT

SAIU NO SÍTIO DA FORÇA SINDICAL

Força Sindical debate com Sindicato dos Funcionários do Banco Central o papel das centrais e dos sindicatos

SP – 13 Nov 2009 – Assessoria de Imprensa do Sindicato

O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves (Juruna), e o secretário de Relações Sindicais, Geraldino dos Santos, se reuniram em São Paulo com dirigentes do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal): o diretor de Estudos Técnicos, Eduardo Stalin e o assessor parlamentar, Paulo Eduardo de Freitas. Na pauta de discussão, o seminário com as centrais que o Sinal irá realizar no próximo dia 26; a relação entre as centrais e os sindicatos filiados, a valorização do servidor público, o papel institucional do BC, entre outros temas.

"O nosso referencial está muito ligado ao setor produtivo privado. Mas, há uma necessidade de termos sindicatos de servidores públicos filiados à Força, pois assim nos aproximamos das discussões que eles têm com os governos e daí termos uma referência geral do conjunto dos trabalhadores. Temos procurado sanar esta lacuna, principalmente em relação aos servidores municipais", disse Juruna.

O secretário-geral da Força afirmou que "o servidor público tem que ser cada vez mais valorizado, bem remunerado, para melhor atender a população, principalmente os setores mais carentes. Se você não da condições ao funcionalismo, lá na ponta não será bem atendida a população carente".

Juruna aceitou o convite feito à Força Sindical para que esta participe do seminário que acontecerá em Brasília, com transmissão pela TV Bacen, que terá como convidados lideranças das carreiras exclusivas de Estado, que abrangem cerca de 100 mil servidores. Além dos funcionários do BC, os da Receita Federal, Ministério Público, Advocacia Geral da União, Polícia Federal, entre outras. "O seminário vai dar oportunidade para as centrais apresentarem suas propostas para a categoria. Posteriormente vamos fazer um seminário, em fevereiro ou março, e submeter à categoria a filiação a uma central. Em caso positivo, qual delas", informou Stalin.

Segundo Paulo Eduardo, "o Sinal foi constituído há 21 anos, vencendo a resistência interna da direção do banco, mas a atuação da categoria no movimento sindicato teve início em 1978. Nós atuamos em duas frentes, a institucional e a pauta sindical. Em relação ao primeiro tema, nós temos a questão da autonomia do banco Central e a discussão da taxa de juros. O mais forte é o da autonomia, pois a instituição tem uma função de Estado, que independe do governo, de manter a inflação sob controle e fiscalizar os bancos". E acrescentou: "Foi diante dessa circunstância bem específica, que nós constituímos o sindicato. Mas, nós não compartilhamos com ideia de sindicato por empresa".

Ele ressaltou que discussão de filiação a uma central se dá em função da necessidade de ter uma articulação mais forte da que o Sinal tem atualmente: "A central sindical tem mais espaço social de inserção. Nas questões específicas nós temos conseguido fazer as campanhas salariais. E queremos levar um pouco da nossa contribuição à central".

"Vários sindicatos não filiam a uma central porque acham que a central vai tomar conta. A Força, como as demais, creio eu, reforça o papel dos sindicatos nas negociações. Se formos chamados, a critério das entidades filiadas, nós damos apoio. A Força Sindical resguarda a autonomia dos seus sindicatos nas negociações, nós apenas damos respaldo", esclareceu Juruna.

"Nós colocamos em pé de igualdade as convenções 151 e 158 da OIT. É resolução de nosso 6º Congresso. Para melhorar a qualidade de vida do servidor público é necessária a negociação coletiva, principalmente com as prefeituras", sublinhou Geraldino.

SAIU NA IMPRENSA

Jornal de Brasília – 19/11/2009

Maria Eugênia – Ponto do Servidor

Central sindical em debate

No próximo dia 26, o Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central realizará um encontro para debater com os servidores públicos federais a conveniência de as entidades sindicais do funcionalismo se associarem a uma central sindical. O seminário Avançando o Sinal tem a proposta de propiciar à categoria uma visão do papel social das centrais, em uma espécie de audiência pública para a qual estão sendo convidados, além dos filiados do Sinal, os dirigentes de outros sindicatos de carreiras exclusivas de Estado. O evento será realizado no auditório do BC. O que motiva a realização do seminário é a recente Lei 11.648 que reconhece formal e juridicamente as centrais sindicais e define o seu papel social como entidades de representação dos trabalhadores.

REDE CONVENIADA DE DESCONTOS

Leve sempre consigo a carteirinha do Sinal para desfrutar dos descontos oferecidos pelas empresas conveniadas.

Na sede do SINAL/SP e na sala dos aposentados [andar térreo do prédio do BC, ala CEF] você encontra folhetos de empresas conveniadas. Sugestão de novos convênios serão sempre bem-vindas. Faça a sua!

Pós-graduação – A Universidade Presbiteriana Mackenzie comunica que estão abertas as inscrições para os cursos de pós-graduação Lato Sensu e Stricto Sensu para o 1º semestre de 2010. A instituição oferece aos filiados e funcionários do Sinal, e a seus dependentes, desconto de 10% nas mensalidades, em todos os cursos de pós-graduação Lato Sensu e de Extensão, ministrados nas Unidades do Mackenzie, em São Paulo, Tamboré, Campinas, Rio de Janeiro, Brasília e Recife, desde que aprovados no processo seletivo.

[[]]

Ingressos de Cinema:

Unibanco Arteplex SP – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 27/12/09. O convite deve ser trocado por ingresso na bilheteria dos cinemas, no Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca. 569, 3º piso. Consulte aqui a programação.

Rede Cinemark – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 31/12/09, para todos os cinemas e sessões da rede, exceto salas do Iguatemi SP, Premier Cidade Jardim e 3D. Os convites devem ser trocados por ingresso nas respectivas bilheterias. Consulte aqui a ajuda para a programação.

Encomende seus convites por telefone, até às 16h.

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco CentralR. Peixoto Gomide, 211 – S.Paulo SP – CEP 01409-001  /   (11) 3159-0252sinalsp@sinal.org.br  /  link para SINAL-SP: clique AQUI

Edições Anteriores RSS