Edição 0 - 14/05/2010

SINAL-SP INFORMA nº 9, de 14.5.10: Processo eletivo do Sinal / Saiu na imprensa / Rede conveniada

 

 

SINAL-SP INFORMA

     São Paulo, 14 de maio de 2010 – nº 9

–  Siga no Twitter as últimas notícias do Sinal-SP  –

 

PROCESSO ELETIVO DO SINAL

O plebiscito sobre o processo eletivo do sindicato – com provável repercussão nas eleições para o próximo mandato, a serem realizadas em abril de 2011 – ocorrerá por meio de votação eletrônica, no período de 7 a 16/6/10.

Foram três as sugestões oficialmente apresentadas no prazo previsto, encerrado em 30/4/10: Proposta 1 (Paulo Eduardo de Freitas); Proposta 2 (Mário Getúlio Vargas Etelvino); e Proposta 3 (Ricardo Lopes Pinto).

Os filiados que desejem se manifestar sobre este e outros assuntos de interesse, poderão fazê-lo por meio do boletim do Sinal-SP Boca Livre. Os textos deverão ser encaminhados para o email sinalsp@sinal.org.br, com o nome completo do autor, matrícula e telefone(s) para contato.

SAIU NA IMPRENSA

O Estado SP, 13/5/10

Entrevista

Paulo Bernardo, ministro do Planejamento

‘Não temos previsão de novos reajustes'

Pedido de ilegalidade das greves de servidores e desconto dos dias parados foi orientação do presidente Lula

Lu Aiko Otta – Brasília

Partiu do presidente Lula a orientação para o governo buscar, na Justiça, a decretação da ilegalidade das greves de servidores que tumultuam a Esplanada. Ele mandou ainda descontar os dias parados, segundo revelou ao Estado o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

O acirramento das pressões por esses e outros gastos, acredita o ministro, refletem uma visão que não será possível arrancar "bondades" semelhantes do próximo presidente. A seguir, os principais trechos da entrevista:

Pressões por aumento de gasto sempre teve, mas agora o senhor resolveu bater duro nos servidores grevistas e no Congresso. O que aconteceu?

Estamos num período em que aparentemente a antevisão do fim do governo levou esse pessoal a se antecipar. Essas mobilizações por salário, esse posicionamento do Congresso, a pressão dos aposentados, tudo isso tem uma visão assim: "Vai acabar o governo Lula e se não conseguirmos agora não conseguiremos mais". Não temos condições de atender, nem de longe, todas essas coisas.

Um eventual governo Dilma seria mais linha dura na área fiscal do que o Lula?

Acho que o governo Dilma vai ter de ser rigoroso. O Brasil já incorporou essa visão de que nós temos de gastar de acordo com o que arrecadamos. Isso terá de ser o pano de fundo para qualquer governo. Vai ter diferença entre uma proposta e outra, mas isso tem de estar na base.

A postura do Congresso e dos sindicatos embute um "risco Serra"?

De que tipo? Um governo mais austero do ponto de vista fiscal? Claro que não. Temos de ouvir o que o Serra vai fazer em relação a isso. Embora o PSDB viva criticando um suposto aumento dos gastos neste governo, a verdade é que os projetos (que aumentam despesa sem indicar receitas) são votados unanimemente dentro do Congresso.

É verdade que o sr. levou ao presidente Lula um levantamento sobre os reajustes já concedidos aos servidores públicos e ele achou absurdo algumas categorias ainda estarem fazendo greve?

Mostramos a ele o seguinte: nenhuma categoria teve reajustes salariais iguais à inflação. Todos foram maiores. Ele reuniu alguns ministros e dirigentes de autarquias e disse que não temos previsão de novos reajustes salariais. Se houver greve, a orientação é anotar a frequência, descontar os dias parados e ir aos tribunais para que as greves sejam decretadas ilegais.

Reajuste, só o que já foi acertado. É isso?

Vou te dizer uma coisa. Nós decidimos aqueles reajustes salariais no primeiro semestre de 2008. Fizemos todas as negociações e, no segundo semestre, em setembro, tivemos uma crise. Se a crise tivesse ocorrido três meses antes, não teríamos fechado aqueles acordos de jeito nenhum.

O fato de ser um governo do PT estimula os sindicatos a agir dessa forma?

Acho normal. O PT sempre teve excelente diálogo com os sindicatos. Continuamos mantendo. Mas até em nome da nossa boa relação acho importante falar claramente: não vamos dar reajustes salariais, não temos previsão orçamentária. Se acham que a solução é fazer greve, façam. Mas vamos entrar com as medidas cabíveis para resolver o problema. O que não é razoável é fazer uma greve sem perspectiva de solução e ficar ganhando, porque aí vira férias, com diz o presidente Lula. 

REDE CONVENIADA DE DESCONTOS

Leve sempre consigo a carteirinha do Sinal para desfrutar dos descontos oferecidos pelas empresas conveniadas.

Novo convênio:

PUC-SPPós-Graduação. A Fundação São Paulo – Fundasp, mantenedora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP, por intermédio da COGEAE-PUC/SP, oferece 10% (dez por cento) de desconto nos cursos de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão, no pagamento parcelado, aos filiados, funcionários do Sinal e dependentes. Prazo de inscrição no processo seletivo de cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu da PUC para o segundo semestre de 2010: até 17/5/10.

[[]]

Pós-graduação – A Universidade Presbiteriana Mackenzie comunica que estão abertas as inscrições do Processo Seletivo – 2º Semestre de 2010 para os cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado) e Lato Sensu (Especialização). A instituição oferece aos filiados, funcionários do Sinal e dependentes, desconto de 10% (dez por cento) nas mensalidades dos cursos. Prazo de inscrição no processo seletivo de cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu do Mackenzie para o segundo semestre de 2010: até 17/5/10.

[[]]

Ingressos de Cinema:

Unibanco Arteplex SP – Dispomos de convites pelo preço de R$ 10,00, com prazo de validade até 31/7/10. O convite deve ser trocado por ingresso na bilheteria dos cinemas, no Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 569, 3º piso. Consulte aqui a programação.

Rede Cinemark – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 31/08/2010, para todos os cinemas e sessões da rede, exceto salas do Iguatemi SP, Premier Cidade Jardim e 3D. Os convites devem ser trocados por ingresso nas respectivas bilheterias. Consulte aqui a ajuda para a programação.

Encomende seus convites por telefone, até às 16h.

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

R. Peixoto Gomide, 211 – S.Paulo SP – CEP 01409-001  /   (11) 3159-0252

sinalsp@sinal.org.br  /  link para SINAL-SP: clique AQUI

Edições Anteriores RSS