Edição 0 - 01/08/2003

Boletim n. 332, de 01/08/03

O GIGANTE ESTµ ACORDANDO – Aqui em SÆo Paulo, realizamos greve na quarta-feira, 30/7 e, desde entÆo, estamos realizando paralisa‡äes parciais di rias, a partir das 12h30. As assembl‚ias estÆo contando cada vez com a participa‡Æo de mais colegas. Porto Alegre e Curitiba estÆo, desde 30/7, fazendo paralisa‡äes de 24 horas. Rio de Janeiro, desde ontem. Belo Horizonte, Recife e Salvador, realizaram ontem.
Bras¡lia aprovou GREVE de 48 horas para os dias 5 e 6 de agosto. Parte do funcionalismo do BC j  acordou para a dura realidade atual. De um lado, uma reforma da Previdˆncia que retira, total ou parcialmente, os direitos previdenci rios do servidor p£blico: integralidade dos vencimentos na aposentadoria, paridade no reajuste dos vencimentos de ativos e inativos e pensÆo integral, al‚m de instituir a cobran‡a da CPSS na aposentadoria e alterar para, no m¡nimo, 11% a sua al¡quota. Do outro lado, o continuado desinteresse de um governo depois de outro de dialogar e implementar um Plano de Cargos e Sal rios (PCS) m¡nimo, que devolva, pelo menos em parte, um pouco da dignidade do funcionalismo desta Casa. Depois de assistirmos, no ano passado, … implementa‡Æo de um novo PCS para diversos ¢rgÆos, por exemplo, a Receita Federal (com revisÆo em mar‡o deste ano), testemunhamos, agora, um projeto de lei para um novo PCS para as carreiras do chamado “Ciclo de GestÆo” (Minist‚rio do Planejamento, Fazenda, CVM, SUSEP, IPEA, etc …). Precisamos, neste momento, ‚ da uniÆo dos servidores desta Casa. Isto significa, PARTICIPA€ÇO. A come‡ar pelas assembl‚ias. NÆo ‚ poss¡vel admitir que as demandas acima nÆo sejam importantes para TODOS os funcion rios do BC. Se o interesse ‚ de TODOS, a participa‡Æo, luta e sacrif¡cios, tamb‚m devem ser de TODOS. Se uma parte dos servidores em SÆo Paulo nÆo participa devido … credulidade nas promessas da administra‡Æo do BC, na pessoa do Sr. Fleury, que se manifestem desta forma. Ou corram o risco da outra parte – que luta por TODOS – decida, tamb‚m, calar-se e esperar passivamente pela boa vontade de um governo federal duro e insens¡vel para com os funcion rios p£blicos. Os colegas do Brasil todo, que estÆo se manifestando e paralisando as suas atividades por rep£dio a tudo isto, estÆo esperando o apoio do restante do quadro de funcion rios de SÆo Paulo. H  disposi‡Æo, ƒnimo e esp¡rito de ren£ncia entre os colegas que j  estÆo na luta, o que nÆo existe ‚ irresponsabilidade, insensatez e esp¡rito de m rtir. Vamos lutar TODOS juntos! // Conselho Regional do SINAL-SP

Edições Anteriores RSS