Edição 2 - 18/07/2012

IDEIAS EM REVISTA nº 2, de 18.7.12: Artigo de José Paulo Vieira, que analisa o Copom e o mercado

 

IDEIAS EM REVISTA

SINAL-SP

São Paulo, 18 de julho de 2012 – nº  2

.

EDITORIAL

O colega José Paulo Vieira (DESUP/GTSP2), diretor do Sinal-SP, há tempos analisa a questão dos juros em nosso país. O estudo que ora apresenta (arquivo em PDF), cujo resumo segue abaixo, trata com detalhes a discussão em torno do tema.

Boa leitura!

.

RESUMO DO ARTIGO QUE ANALISA O COPOM E O MERCADO

Quando o COPOM, em 31/8/2011, reduziu a taxa básica de juros, de 12,5% a.a. para 12,0% a.a., o BC sofreu inúmeras e fortes críticas:

"Uma decisão imprudente, temerária, sem correspondência com a realidade"; "Foi uma decisão precipitadasem juízo” e, até mesmo, “o Banco Central está atuando como um apostador de cassino”, entre outras.

Ato contínuo, foi diagnosticado “O Fim da Credibilidade do BC”; e “decisão põe em dúvida a autonomia do BC"; e “o BC mostrou docilidade surpreendente".

Dada a firmeza da decisão do BC, os analistas passaram a prever o repique da inflação e receitar a volta do aumento da Selic:

Para o mercado, a decisão do Copom (31.8.2011) terá um preço: mais inflação; “O regime de metas de inflação tal como concebido está morto e acabado”, e ainda:

"O mundo não vai acabar. Mas a inflação no Brasil será persistentemente mais elevada".

Ingressados no segundo semestre de 2012, já é possível fazermos uma avaliação sobre os resultados da decisão do BC e as previsões dos analistas do mercado.

.

Confira no estudo de José Paulo Vieira (arquivo em PDF). Clique aqui.

 

.

PALAVRAS FINAIS

Os textos para publicação no IDEIAS EM REVISTA, que não necessariamente refletem a opinião do Conselho Regional de São Paulo, devem ser inéditos e remetidos para o e-mail sinalsp@sinal.org.br, com o nome completo do(s) autor(es), matrícula e telefone(s) para contato.

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

Av. Paulista, 1754 – 14º andar – cjs. 141/144

 S.Paulo SP – CEP 01310-920  /   (11) 3159-0252

sinalsp@sinal.org.br  /  link para SINAL-SP: clique AQUI

 

Edições Anteriores RSS