TÁ TUDO DOMINADO

    O repórter chega numa agência bancária e pergunta qual é o brinde para a abertura de uma conta-corrente com uma determinada a quantia. Em resposta recebe um catálogo de armas onde pode escolher o seu presente. O início do filme “Tiros em Columbine”, é uma demonstração do alto grau de beligerância do povo norte-americano. Muitos minutos depois documentário entende que nos EUA não existem fábricas de violência, mas sim indústrias do medo.Por aqui, estamos em outro patamar. Vivemos a cultura da violência. Ligue a TV à tardinha e assistirá em quase todos os canais – em rede nacional – programas sobre o banditismo do eixo Rio-São Paulo, conduzidos por “corajoso justiceiros” preocupados apenas com a disputa dos pontos de audiência que determinarão em quantos mil reais serão acrescidos os seus milionários contra-cheques. Inexistem diferenças entre esses modernos xerifes e os insaciáveis pastores eletrônicos. Exploram o mesmo público-alvo: pessoas com fragilidades espirituais ou materiais.As atuais comemorações de passagens de ano possuem outra idolatria. As queimas de fogos não mais se restringem à orla marítima. O tráfico resolveu financiar e estender o espetáculo pirotécnico às “comunidades” carentes. Mas, não perdem a oportunidade de aproveitar o brilho e o barulho dos foguetes que iluminam e ensurdecem o reveillon para demonstrarem a modernidade e capacidade armas como as metralhadoras e fuzis AR-15. Que ninguém se atreva!A maioria dos porta-malas dos automóveis dos jovens suburbanos está equipado com potentes aparelhos de som. Ninguém curte a voz da Maria Rita. Só ouvem “funk”. De preferência aqueles cujas letras devastam “as cahorras” e incitam as galeras “para liquidarem “os alemães”.Carandiru e Cidade de Deus também abordam a criminalidade. Mas, ao contrário de “Tiros em Columbine” sem arroubos filosóficos. No estágio em que se encontra não adianta mais discutir que indústria produz mais, se a do medo ou da violência.É como diz o bordão do crime organizado: “Tá dominado. Tá tudo dominado”.

    COMPARTILHAR
    Matéria anteriorSINFONIA DE VERÃO
    Matéria seguinteCARTEIRADAS