Edição 9 - 12/01/2018

Em Fortaleza, representações sindicais reforçam luta em defesa do serviço público


previdencia-nao-solucao

Nas diferentes regiões, a categoria vem reforçando a luta pela preservação dos serviços públicos. Na última terça-feira, 9 de janeiro, foi a vez de representações sindicais em Fortaleza darem um importante passo rumo à unidade para confrontar a reforma da Previdência em pauta. O conselheiro regional, Luís Carlos Paes de Castro, representou o Sinal em reunião da Frente Cearense em Defesa da Seguridade Social e do Fórum Permanente em Defesa do Serviço Público.

Os presentes indicaram o empenho de esforços e recursos no esclarecimento amplo à população. O sentimento é de que a sociedade precisa ser alcançada, por meio de linguagem simples e acessível, e ter ciência, ao contrário do que diz o governo, sobre quem são os verdadeiros detentores de privilégios. Para isso, a propaganda contra a PEC287/2016 nas ruas e em mídias digitais será mantida e reforçada. Também será realizada uma série de atos públicos, como palestras e audiências, em locais de grande circulação e em Câmaras Municipais por todo o estado.

Segue, ainda, a busca por interlocução com parlamentares em suas bases eleitorais, trabalho considerado por todas as entidades que lutam contra a aprovação da PEC287/2016 de fundamental importância para o sucesso na empreitada.

Iniciativas como as de Fortaleza, do Rio de Janeiro e São Paulo, noticiadas nesta semana, precisam ser replicadas em todas as demais sedes regionais, de forma a nos engajarmos, verdadeiramente, no combate à Reforma da Previdência.

Edições Anteriores RSS