Edição 19 - 09/06/2005

A corrupção no Governo seria nossa concorrente”?

O custo da sangria

“Mensalão”  R$ 30.000,00
x 100 (número suposto) parlamentares ………………………    R$    3.000.000,00
x 12 meses ……………………………………………………….   R$  36.000.000,00
+ “mensalidade” da ECT ao PTB (R$ 400.000,00)
x 12 meses ……………………………………………………….   R$   4.800.000,00
—————————————————————————————————————————
Total anual ……………………………………………………….   R$ 40.800.000,00

Por isso, o título deste Apito é bastante pertinente: a corrupção no Governo seria nossa concorrente? Ou, de outra forma: se o nível de corrupção no Brasil fosse menor, os servidores públicos poderiam ser melhor remunerados? Muitos colegas já se fazem essa pergunta, em virtude de estarmos no meio de uma Campanha Salarial.

Uma coisa pode ser facilmente comprovada. Se os servidores públicos federais de instituições como o Banco Central do Brasil e tivessem melhores condições de trabalho, o ralo da corrupção seria bem menor e o Governo pouparia muitos milhões de reais. Tal raciocínio vale também para a Secretaria de Finanças e Controle, para o INSS, para a Polícia Rodoviária Federal e para outros inúmeros Órgãos Públicos.

Portanto, não só existe o dinheiro para reajustar os salários dos servidores públicos federais como seria muito vantajoso para o Governo (e, principalmente, para a sociedade brasileira) investir esse dinheiro na valorização do serviço público e nas condições de trabalho dos seus servidores. Sendo assim, só nos resta ir à luta!

Todos estão acompanhando, dia após dia, a enxurrada de notícias envolvendo o Governo Federal em um suposto "mar de lama" de corrupção. Propinas daqui, mensalões dali, gravações escusas em toda a parte, denúncias diversas, possíveis CPIs…

Edições Anteriores RSS