Edição 20 - 13/06/2005

Os servidores do BC querem uma resposta de verdade na reunião com o Governo no dia 16 de junho!

O SINAL terá reuniões com o Banco e com o Governo, no dia 16 de junho, sobre a nossa Pauta Salarial 2005. A reunião entre o SINAL e o Banco será pela manhã, ao passo que o Governo receberá o SINAL à tarde. Entregue em 2 de junho, a Pauta tem inúmeras demandas. O Banco e o Governo vão, na data acima, dar suas primeiras respostas em relação a tais demandas.

Qual a expectativa que podemos ter diante disso? Primeiramente, entendemos que a reunião com o Governo é a mais importante, pois é o Governo que tem a “chave do cofre”. Portanto, é nela que devemos concentrar nossa atenção principal.

Sendo assim, há, em nosso entender, três possibilidades:

1. O Governo jogar duro com os servidores do BC – desmarcando ou adiando a reunião, reafirmando que o reajuste será somente de 0,1% e/ou usando outras táticas negativas;

2. O Governo tentar enrolar os servidores do BC – usando e abusando de retóricas do tipo “o BC é importante”, “valorizar o servidor é compromisso de Governo”, sem assumir nenhum compromisso;

3. O Governo estabelecer um canal de negociação verdadeiro com os servidores do BC – abrindo, a exemplo do ano passado, uma Mesa Setorial de Negociação específica para o BC.

É bastante óbvio que, para nós, só interessa a terceira opção: um canal
 de negociação de verdade. Portanto, não só devemos exigir isso
publicamente como já começar a discutir o que fazer se
o Governo apelar para a enrolação ou para o jogo duro.

 

SINAL-RJ

 

Edições Anteriores RSS