Edição 61 - 02/09/2005

RESULTADO DAS ASSEMBLÉIAS

Belém
Assembléia decidiu seguir orientação do Conselho Nacional:estado de greve, assembléia permanente e aguardar a reunião do dia 14.0.2005.

O Funcionalismo de Belém não aceita o rateio do PASBC. Acha que é obrigação do Banco Central.

Foram apresentadas ainda duas propostas:

1)manter firme a mobilização com paralisações diárias de 2 a 3 horas até o dia da reunião;

2)dia 14.9 paralisar e caso não haja reunião por algum motivo, ficar paralisado até o dia que efetivamente houver reunião.

Belo Horizonte
Assembléia com 147 funcionários, aprovou por unanimidade a orientação do Conselho Nacional:mater estado de greve, assembléia permanente, aguardando reunião do dia 14.9.2005.

Brasília

Assembléia rejeita paralisação já, mantém "estado de greve" e exige reajuste ainda em 2005. A maciça participação, seguiu a orientação da Direção Nacional do Sinal e decidiu pela manutenção do "Estado de Greve" aguardando resultados efetivos para a próxima reunião, marcada para quarta-feira (14/09/2005) ou sexta-feira (16/09/2005), após a qual uma nova Assembléia decidirá os rumos do movimento. A Assembléia também rejeitou, por "esmagadora maioria", uma proposta de greve de dois dias a partir de hoje, quinta-feira, 01/09/2005.

Curitiba
Com 46 assinaturas na lista de presença, a assembléia decidiu por unanimidade seguir a orientação do Conselho Nacional:manter estado de greve, assembléia permanente e aguardar a reunião do dia 14.9.2005.

Fortaleza
Assembléia aprovou por unanimidade a proposta do Conselho Nacional:manter estado de greve, assembléia permanente, aguardar a reunião do dia 14.9.2005.

Porto Alegre
Assembléia aprovou a proposta do Conselho Nacional:manter estado de greve, assembléia permanente, aguardando a reunião do dia 14.9.2005.

Recife
Assembléia de informes pela manhã e tele-assembléia às 14h:30 com 44 assinaturas na lista de presença. Votada a proposta do Conselho Nacional, com 11 votos a favor, 8 votos contra e 2 abstenções.

Rio de Janeiro
Com 160 assinaturas na lista de presença assembléia votou a proposta do Conselho Nacional. Com 137 votos a favor, 22 votos contra e 1 abstenção o Rio manteve estado de greve, assembléia permanente, aguardando reunião do dia 14.9.2005 .

Salvador
Em assembléia com a presença de 24 funcionários foi aprovada, por consenso, não foi feita apuração de votação:a) aguardar a reunião da mesa de negociação marcada para o dia 14/09/05, com assembléia de avaliação no dia 15/09;b) que a mesa de negociação insista na implantação do novo PCS ainda no corrente ano;c) que seja apresentada, por nossos representantes, tabela salarial com 15% de incremento.

São Paulo
Com 205 assinaturas, a assembléia decidiu:1- manutenção de assembléia permanente e estado de greve e assembléia no dia seguinte da próxima reunião de negociação. (2 votos contra e 11 abstenções)2- ratificar que nossos negociadores devem permanecer fiéis a nossa pauta, serem incisivos na reversão dos dias parados, rejeição a qualquer proposta que inclua GD ou quebra de paridade entre ativos e inativos e que os efeitos financeiros de qualquer proposta devem incidir ainda em 2005. (6 contra e 12 abstenções)3- Encaminhar ao proposta ao CN de enviar ofício ao MPOG e à Diretoria do BC solicitando que nossa pauta seja respondida ponto a ponto na próxima reunião.4- Assembléia dia 15 de setembro independente de ter ocorrido reunião da mesa no dia anterior.

Edições Anteriores RSS