Edição 68 - 16/09/2005

ESTAREMOS EM GREVE, A PARTIR DE SEGUNDA, E POR CAUSA DA INTRANSIGÊNCIA DO GOVERNO!

Os servidores do BC elaboraram democraticamente a pauta salarial 2005, entregaram-na ao governo em 2 de junho e, a partir disso, passaram a aguardar uma resposta concreta por parte de seus necessários interlocutores. Infelizmente, o governo federal enrolou durante junho e julho. Por isso, iniciaram-se paralisações parciais a partir da 2ª quinzena de julho, na esperança da apresentação de uma proposta concreta em relação à pauta salarial 2005, pelo governo.

Nada aconteceu. Por isso, o funcionalismo do BC optou pela paralisação de 24 horas no dia 18 de agosto, com forte adesão. Após esse protesto, apenas um telefonema do sr. Sérgio Mendonça, do MPOG, acenando com um possível encontro. Como nada ficou devidamente agendado, o funcionalismo do BC paralisou novamente as atividades, por 48 horas, em 24 e 25 de agosto.

Quando os servidores se preparavam para 72 horas paralisados, o governo agendou uma reunião para 31 de agosto, dizendo que preferia negociar sem greve. O funcionalismo do BC, mostrando sua boa disposição, suspendeu a paralisação anunciada e aguardou a reunião do dia 31. No dia aprazado, o governo prometeu apresentar, entre 14 e 16 de setembro, uma proposta oficial, já chancelada pelos Ministros da Fazenda, Planejamento e Casa Civil.

No dia 14, o SINAL tentou contactar o sr. Sérgio Mendonça por várias vezes, mas este não quis atender. Ficamos sabendo, através dos funcionários do seu gabinete, que simplesmente não haveria nenhuma reunião nesta semana. Aí, esse total descaso acabou por cansar o funcionalismo do BC, que decidiu entrar em greve por tempo indeterminado até o governo parar de enrolar e apresentar uma proposta decente por escrito e já chancelada pelos ministros responsáveis.

Participe! Temos que consolidar o movimento nacional!

SINAL-RJ
 

Edições Anteriores RSS