Edição 35 - 27/04/2007

Rio dá exemplo de unidade e aposta na melhoria da proposta.

Com mais de 200 participantes (199 assinaturas), a assembléia optou pela unidade e considerou ser possível avançar em alguns pontos.

A proposta do governo, apesar de ter sido considerada um avanço quanto aos valores apresentados, foi considerada insuficiente com relação aos prazos apresentados e dessa forma, foi rejeitada por unanimidade pela assembléia.

Foi aprovada a contraproposta, apresentada ao Governo, pelos representantes do Sinal na Mesa de Negociação, com ênfase na redução dos prazos de implantação das tabelas que passariam a ser em :

  • 1ª parcela: 07/2006 (retroativa);
  • 2ª parcela: 01/2007 (retroativa)
  • 3ª parcela : 04/2007

Como forma de obter uma resposta positiva em curto tempo, foi aprovado um indicativo de greve por tempo indeterminado a partir do dia 03/05, com assembléia na manhã do mesmo dia, caso o governo não apresente avanço significativo na proposta, até lá.

O sentimento que ficou é que o governo acabou por reconhecer que nós temos direito a essa recomposição salarial, e que fomos nós que a colocamos na ordem do dia por intermédio da nossa mobilização e unidade.

Não conquistamos nada ainda mas as perspectivas são positivas se nos mantivermos unidos e mobilizados.

Essa luta dá resultados. Filie-se ao SINAL! E ajude a construir um sindicato forte, com grandes conquistas.

Edições Anteriores RSS