Edição 32 - 25/04/2007

RIO em greve aguarda proposta do governo

MEIRELLES CHEGOU O MOMENTO OPORTUNO DE HONRAR COM SUAS PALAVRAS.
TRECHOS DAS ENTREVISTAS DO PRESIDENTE MEIRELLES À REVISTA POR SINAL

POR SINAL nº 7, de abril de 2003: "O Banco Central tem de voltar a ser um lugar prioritário, um lugar onde as pessoas querem trabalhar, onde as pessoas mais qualificadas que estão entrando no mercado de trabalho optem em primeiro lugar para trabalhar. O Banco Central tem de ser uma organização modelo, motivo de orgulho do funcionário." Referida entrevista foi arrematada com um recado aos servidores do BC: "Gostaria de enfatizar meu compromisso pessoal de revalorizar os servidores do Banco Central. Acredito firmemente que a manutenção do padrão de excelência do Banco depende da satisfação de seu corpo técnico. Procuraremos, juntamente com o Sindicato, caminhos para viabilizar as melhorias pretendidas pelo funcionalismo. Sei que já não se tem o orgulho de trabalhar para a Instituição como no passado. Precisamos resgatar o orgulho perdido, de forma que o funcionário acorde, olhe-se no espelho e lamente que o fim de semana chegou, e que não é dia de ir trabalhar no Banco."

POR SINAL nº 19, de dezembro de 2006: indagado sobre o que pensava a respeito do fato dos salários do BC serem menores do que os da SRF, Ciclo de Gestão e carreiras congêneres, o presidente Meirelles assim se manifestou:"Já existe um estudo pronto que prevê a equiparação dos salários do BC aos da Receita Federal. No momento adequado, ele será apresentado à equipe econômica do governo."

Edições Anteriores RSS