Edição 46 - 14/05/2007

Funcionalismo aposta na união e rejeita divisionismo

Agora que estamos próximos do momento decisivo, depois de termos percorrido um caminho árduo, não podemos permitir que reduzidos focos de divisão cresçam e acabem por fazer o jogo do governo na reta final da negociação.

Propostas que defendem interesses de grupos não podem se sobrepor à decisão majoritária do funcionalismo do Bacen que já decidiu que a proposta apresentada na Mesa, apesar de insuficiente, tem aspectos positivos para o conjunto dos funcionários e que deve ser centrado fogo, principalmente, na antecipação dos prazos. O Rio, por unanimidade, São Paulo e diversas regionais, já tomaram essa decisão nas assembléias de 26.04 pp.

Não é admissível que às vésperas da reunião, conquistada com a força da nossa greve, uma minoria de colegas ainda fique propondo alterações estruturais na tabela, o que pode levar tudo à estaca zero, ou mesmo tentando realizar "negociações paralelas", minando o movimento e "entregando o ouro ao bandido". Fariam melhor se estivessem aumentando a mobilização e lutando pela unidade.

O funcionalismo carioca, assim como a maioria dos que estão na luta pela recomposição salarial, rejeita qualquer tentativa de reabertura unilateral de discussão das tabelas e confia que seus representantes na Mesa saberão respeitar os legítimos anseios da categoria, sepultando tentativas minoritárias de divisão do nosso movimento.

Fortalecer a unidade é nossa principal ferramenta.
Não às tentativas de colocar em risco a nossa campanha.

Assembléia, hoje, às 14h30m.
Participe!

 

Conselho Regional do SINAL RJ

Edições Anteriores RSS