Edição 0 - 20/06/2007

SINAL-SP INFORMA nº 163, de 20.06.07: Adiada a reunião no MPOG / Resultado da assembléia em SP / Saiu na imprensa

 

 SINAL-SP INFORMA

São Paulo, 20 de junho de 2007 – nº 163

 

 

ADIADA A REUNIÃO NO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

A reunião de hoje com o MP, na qual se discutiria a reposição dos trabalhos represados durante a greve, foi adiada para terça-feira que vem, dia 26/06/07.

 

RESULTADO DA ASSEMBLÉIA EM SÃO PAULO

Com a presença de 177 servidores, conforme as listas, a assembléia realizada em São Paulo nesta quarta-feira, dia 20/06, deliberou sobre as seguintes propostas:

a)  Que gestões sejam feitas para que o presidente Meirelles se manifeste em relação ao desconto dos dias de greve. Além disso, colocar novamente a faixa "Meirelles, cadê você?" na porta do prédio do Bacen. A proposta foi aprovada por ampla maioria, com 154 votos a favor, 8 votos contra e 15 abstenções;

b)  Que o Sinal faça reunião nos departamentos com vistas a uniformizar os procedimentos para a abordagem do trabalho represado por conta da greve. A proposta foi aprovada por ampla maioria, com 149 votos a favor, 16 votos contra e 12 abstenções;

c)   Rejeitar qualquer desconto dos dias de greve. A proposta foi aprovada por unanimidade.

 

SAIU NA IMPRENSA

Segundo o jornal Folha de São Paulo (Caderno Brasil, 16/6/07), o presidente Meirelles é favorável ao pagamento do período de greve! Confira abaixo.

[[[[]]]]

Governo faz de corte de ponto no Incra "exemplo" a grevistas

Medida, também tomada contra servidores do Ibama, é do Ministério do Planejamento

Embrapa, CBTU, Eletrobrás e Infraero negociam acordo para evitar paralisação; funcionários do Incra e do Ibama vão seguir parados

Da sucursal de Brasília – O governo Lula vai usar o corte dos dias parados no pagamento dos salários dos servidores do Incra e Ibama como exemplo para outras categorias que estão em greve ou ameaçam paralisar suas atividades. Com isso, espera acabar com um efeito cascata no funcionalismo, com uma greve puxando outra. Recentemente, o presidente Lula disse que greve sem corte de ponto é férias. Por determinação do Ministério do Planejamento, as folhas dos dois órgãos foram processadas com o desconto dos dias de greve, que já vai constar do contracheque do próximo dia 30 dos servidores do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

O governo acredita que a ameaça já está surtindo efeito. Servidores de quatros órgãos -Embrapa, CBTU, Eletrobrás e Infraero-, que estavam dispostos a entrar em greve, negociam um acordo.

No Banco Central, há um acordo quase fechado. O corte dos dias parados já havia sido determinado, mas os servidores decidiram voltar ao trabalho e negociam o pagamento do período de greve. O presidente do BC, Henrique Meirelles, é favorável a esse entendimento.

O governo avalia que o aumento de número de paralisações tem relação também com o projeto que restringe o direito de greve de servidores, texto que já está na Casa Civil para análise jurídica, antes de ser enviado ao Congresso.

A proposta proíbe paralisações totais nos serviços considerados essenciais, como energia, saneamento, emergências de hospitais e controle de tráfego aéreo, exigindo no mínimo 40% dos funcionários trabalhando. Em alguns setores, o percentual chegaria a 80%. O governo se dispõe a negociar esse ponto, reduzindo para até 30%. Aceita ainda flexibilizar a exigência de quórum nas assembléias para decidir greves. O governo queria fixar em dois terços da categoria, mas sindicalistas alegam que isso inviabilizaria qualquer paralisação.

Protesto

Ontem, na sede do Incra (DF), grevistas da autarquia bloquearam as portas e impediram o acesso ao prédio.

A tática do comando de greve é impedir que a direção do Incra envie ao Planejamento a lista de servidores paralisados. Assim, o Planejamento repetiria a folha de pagamento do mês passado. O prazo de envio, segundo o Incra, vence terça.

O Incra está em greve desde 21 de maio, na quarta paralisação no governo petista. As reivindicações são, entre outras, pedidos de reestruturação da carreira e de reaparelhamento do órgão, que tem cerca de 6.200 servidores.

No caso dos servidores do Ibama, em greve há um mês, também há uma definição pela continuidade da paralisação. "Esse corte [de salário] vai fechar a única porta de negociação com o governo", afirmou ontem Jonas Corrêa, presidente Asibama (associação nacional dos servidores do Ibama).

A greve no Ibama foi motivada pela medida provisória que criou o Instituto Chico Mendes. Para os grevistas, a MP (já aprovada na Câmara e em tramitação no Senado) enfraquece o órgão e torna mais burocrática a concessão de licenças.

 

REDE CONVENIADA DE DESCONTOS

Ingressos de Cinema:

Unibanco Arteplex SP – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 23/08/07. O convite deve ser trocado por ingresso na bilheteria dos cinemas, no Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca. 569, 3º piso. Consulte aqui a programação.

Rede CinemarkRede Cinemark – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 31/10/07, para todos os cinemas e sessões da rede, exceto no Shopping Iguatemi São Paulo. Os convites devem ser trocados por ingresso nas respectivas bilheterias. Consulte aqui a ajuda para a programação.

Encomende seus convites por telefone, até às 16h.

 

 

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

Rua Peixoto Gomide, 211 – São Paulo (SP) – Cep 01409-001

Tel/Fax: 3159-0252 / e-mail: sinalsp@sinal.org.br

  

Edições Anteriores RSS