Edição 1 - 10/01/2008

Acordo salarial assinado tem que ser cumprido !

O Conselho Regional do SINAL RJ, em razão da protelação, por parte do Governo, do cumprimento do acordo salarial firmado com o funcionalismo do BACEN e da falta de interesse demonstrado pela alta direção do Banco Central do Brasil em defender seu principal patrimônio, definiu uma série de ações:

1) Informar amplamente aos setores interessados: opinião pública, senadores e deputados federais do RJ e grande imprensa, através da fixação de painéis e envio de documentos, quanto ao caráter diferenciado de nosso acordo, a sua referência a 2005 e 2006 e o desnivelamento de nossa carreira, dando ampla divulgação, inclusive, ao documento assinado entre as partes;

2) Buscar sensibilizar os Diretores da instituição que passem pelo RJ, alertando-os quanto à gravidade da situação e seus desdobramentos junto ao desempenho do funcionalismo, caso a situação de descumprimento do acordo se mantenha, solicitando ainda sua intervenção junto à Presidência;

3) Manter informada a categoria sobre as iniciativas do SINAL/Nacional, na busca de audiências com o Presidente Meirelles e com o recém empossado responsável pela Dirad;

4) Reativar a Comissão de Mobilização, aberta a participação de todos, na busca de novas sugestões de como "sensibilizar" a alta direção do BACEN para atuar em defesa da instituição;

5) Convocar uma Assembléia para o dia 18.01, logo após a execução de ações que serão realizadas pela "EXECUTIVA DO SINAL NACIONAL", em Brasília, de 14 a 17 próximos, quando também, provavelmente, estaremos cientes do resultado da reunião da Receita Federal, no MPOG;

6) O Conselho Regional do SINAL RJ, dada a gravidade da situação, se mantém em reunião permanente e conclama os colegas funcionários do RJ a participarem das reuniões de mobilização, que serão divulgadas, para apresentarem novas sugestões de encaminhamento das ações.

A alta direção do BACEN deve entender que cada dia que passa, ficará mais difícil para os servidores a plena execução de suas tarefas diárias, enquanto não houver o total cumprimento do "acordo salarial" que já vem se arrastando há muito tempo.

O Sindicato encaminha a luta, mas quem obtem as conquistas somos todos nós.

Conselho Regional do SINAL – RJ

Edições Anteriores RSS