Edição 0 - 28/04/2009

SINAL-SP INFORMA nº 341, de 28.4.09: Um pouco de história / Rede conveniada

 

SINAL-SP INFORMA

São Paulo, 28 de abril de 2009 – nº  341

 

UM POUCO DE HISTÓRIA

A edição de 25/4/2009 do Jornal da Tarde traz a recordação de uma época em que todos os funcionários do Banco Central eram regidos pela CLT e inscritos na categoria de bancários, segundo a Lei 4.595/64. Daí a adesão à greve dos bancários, promovida nos primórdios do SINAL, quando a entidade, ainda lutando pelo seu reconhecimento como legítima representante da categoria junto à direção do Banco Central, trabalhava em conjunto com a antiga Associação dos Funcionários do Banco Central – AFBC.

Os motivos da greve estão logo abaixo, reprodução do que foi publicado – matéria paga – no jornal "Correio do Povo", no dia 27/4/1989. Vale a pena a leitura!

[[]]

Correio do Povo

27/4/1989

Esclarecimento à opinião pública

Nós, os funcionários do Banco Central do Brasil, entramos em greve no dia 25.04.89. E tudo porque pertencemos à mesma classe trabalhadora que, vivendo de salário, vem sendo, permanentemente, achatada por uma política salarial confusa, arbitrária, sem qualquer compromisso senão com interesses das classes que vêem, no trabalho, a sua fonte de exploração.

Fomos todos, sem exceção, submetidos a concurso público, sem qualquer paternalismo ou empreguismo. O Banco Central não tem, nos seus quadros, qualquer funcionário que tenha se beneficiado da estabilidade trazida pela Constituição. Também não fomos beneficiados, como os demais bancos federais oficiais, com 26% de diferença do Plano Bresser, 40% em março/88 e a produtividade de 4%. E não podemos aceitar a mística, levantada pelo Banco do Brasil, com a conivência dos seus funcionários, de que eles ganham menos do que nós e por isto a nós devam ser equiparados. Se não houvessem argumentos de ordem técnica (atividades distintas), se não houvesse impedimento constitucional por tais equiparações, ainda assim, os números desfazem tal falácia:

– o salário inicial no Banco do Brasil é 54,77% maior do que no Banco Central e o mais alto salário é, no Banco do Brasil, 13,24% maior do que no Banco Central (calculado sobre os valores de abr/89).

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

AFBC – Associação dos Funcionários do Banco Central

REDE CONVENIADA DE DESCONTOS

Leve sempre consigo a carteirinha do Sinal para desfrutar dos descontos oferecidos pelas empresas conveniadas.

ASBAC SP – Oferece desconto de 10% em todos os produtos adquiridos na cafeteria do 9º andar. No ato do pagamento, os filiados deverão apresentar a carteirinha do SINAL.

[[]]

Ingressos de Cinema:

Unibanco Arteplex SP – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 15/5/09. O convite deve ser trocado por ingresso na bilheteria dos cinemas, no Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 569, 3º piso. Consulte aqui a programação.

Rede Cinemark – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 31/7/09, para todos os cinemas e sessões da rede, exceto salas do Iguatemi SP, Premier Cidade Jardim e 3D. Os convites devem ser trocados por ingresso nas respectivas bilheterias. Consulte aqui a ajuda para a programação.

Encomende seus convites por telefone, até às 16h. 

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

R. Peixoto Gomide, 211 – S.Paulo SP – CEP 01409-001  /   (11) 3159-0252

sinalsp@sinal.org.br  /  link para SINAL-SP: clique AQUI

 

Edições Anteriores RSS