Edição 0 - 18/09/2002

IndependÛncia do Banco Central divide presidencißveis

Lula, Serra, Ciro e Garotinho explicam o que pretendem fazer em rela‡Æo ao futuro

A independˆncia do Banco Central, redu‡Æo das taxas de juros, reforma tribut ria e a ALCA.
Estes sÆo alguns dos temas tratados pelos principais candidatos … Presidˆncia da Rep£blica
na edi‡Æo especial da revista “por Sinal”, do Sindicato Nacional dos Funcion rios do Banco
Central (Sinal), rec‚m sa¡da do forno.

Para o candidato Luiz In cio Lula da Silva , o BC nÆo deve apenas ser o guardiÆo da moeda,
mas tamb‚m do crescimento econ“mico. Lula sustenta que ‚ necess rio estabelecer metas
realistas de infla‡Æo, adotar um programa de redu‡Æo dos juros e abrir linhas de cr‚ditos nos
bancos oficiais para incentivar novos neg¢cios..

Para o candidato Jos‚ Serra, que tem defendido a tese de fixa‡Æo de mandato para a diretoria
do BC, o Banco j  est  conquistando, na pr tica, a autonomia operacional desde a cria‡Æo do
regime de metas de infla‡Æo. Segundo ele, “a independˆncia do BC ser  aperfei‡oada de
forma gradual atrav‚s da pr tica de responsabilidade monet ria”.
Em sua entrevista, Ciro Gomes, no entanto, nÆo ‚ a favor da total independˆncia do BC,
ressaltando que “o ideal ‚ dar-lhe autonomia operacional, dentro de uma estrat‚gia
macroecon“mica correta”.

Ao responderem sobre se a fun‡Æo de fiscaliza‡Æo do sistema financeiro deve continuar sendo
realizada pelo Banco Central, apenas o candidato Anthony Garotinho discorda, considerando que o ideal seria que esta atribui‡Æo fosse desvinculada da “fun‡Æo primordial de ser o guardiÆo da moeda e da estabilidade de pre‡os”.

Com mais esta iniciativa, o SINAL. cumpre, junto ao corpo de funcion rios do Banco Central e a toda a sociedade, o papel de participar de forma consciente do processo eleitoral e das discussäes dos grandes temas nacionais, contribuindo, dessa maneira, e nos limites de suas possibilidades, para a constru‡Æo de um Brasil melhor, mais justo e democr tico.

Edições Anteriores RSS