MEU “VÔO DE PAPEL” EM SEGUNDA EDIÇÃO

    Como muitos de vocês devem saber no ano passado meu poema “Vôo de Papel” foi editado em livro escolar pela Editora Positivo, do Paraná, após minha autorização e abrindo mão de direitos autorais. Divulguei também uma foto crônica mostrando o livro, o poema e partes da seção onde ele estava inserido no livro. Este ano já informei a alguns que a mesma Editora achou por bem de voltar a incluir minha poesia em nova edição do livro voltado exclusivamente para professores. Renovaram-me o convite e repetimos os mesmos passos a fim de que o referido compêndio pudesse contar com o “Vôo de Papel” na mesma seção, ou seja, no Capítulo 3, Asas de Papel, que começa na página 164. Mais uma vez me sinto honrado com a escolha que, como digo, vale mais do que uma medalha de ouro. Ademais na referida seção estão imagens de dois quadros famosos, um de Portinari (“Meninos Soltando Pipas”) e outro do pintor pernambucano Cícero Dias que faleceu em Paris no ano de 2003. Seu quadro é “Infância em Boa Viagem”. Na abertura da seção o livro pergunta: “Você já brincou de empinar papagaios ou soltar pipas?” O espaço é usado justamente para falar deste tema. Logo a seguir entra o meu poema, na íntegra, respeitada autoria e indicando também o meu site, embora ainda esteja com o domínio antigo, pois agora ele é este  WWW.francisco-simoes.com  como os amigos sabem. Na terceira parte é apresentada uma historinha com desenhos do Ziraldo onde ele ensina uma criança a construir um papagaio, ou pipa, ou pandorga. Em plena era da informática acho importante não se deixar cair em desuso, ou esquecimento, um hábito que tanto usamos na infância por várias gerações. Sobre o livro fascina-me o cuidado em apresentar cada tema com orientações aos mestres do ensino visando a facilitar seu emprego. Por exemplo, onde está meu poema “VÔO DE PAPEL” vê-se por primeiro na metodologia de programação o “Lendo o Texto”. Mais à frente está “Conversando sobre o texto” que apresenta algumas perguntas que o professor deverá usar. Depois encontramos “Compreendendo o texto”, onde outras perguntas se referem tanto aos quadros de Portinari e de Cícero Dias como mais na frente ao meu poema, e depois sobre o desenho do Ziraldo. Nesta terceira etapa da metodologia e exatamente quando se refere à minha poesia destaco uma das perguntas: “Na segunda estrofe, fala-se de um “bailado aéreo”. Converse com seus colegas: o que se pode entender disso?” Confesso que eu nunca conhecera um livro voltado só para professores, ainda mais elaborado com tanto esmero, tanto requinte, e cuidados excepcionais para orientar o melhor possível aos senhores mestres do ensino. O livro se divide em sete unidades, cada uma com seus capítulos. Ao final apresenta um Manual do Professor com bibliografias, sugestões, avaliação e muito mais. Excelente. Meus cumprimentos à Editora Positivo que distribui esses livros para todo o Brasil e em particular à D. Madrine Eduarda Perussi, do Departamento de Iconografia da referida Editora com quem mantive todos os contatos.  Quem desejar conhecer melhor o trabalho não só da Ed. Positivo como do Grupo Positivo, recomendo uma visita ao site deles que é este  www.editorapositivo.com.br. O Grupo Positivo possui Universidade e diversos cursos do mais alto nível, além de Pós Graduação com Mestrado, Doutorado, Especialização, etc.   O Curso de Medicina da Universidade Positivo foi reconhecido pelo MEC com nota máxima. Mais me orgulho em estar, de alguma forma, colaborando com o trabalho de quem tem por slogan… “feita por quem ama ensinar”. Aqui vai a página onde está o meu poema “Vôo de Papel”.