RECORTES – Especial de eleições.

         Todo mundo sabia que as eleições de 1º de outubro seria uma grande oportunidade darmos oportunidades a novas lideranças. Foi assim que comparando a relação dos candidatos eleitos às câmaras federal e estadual pelo Estado do Rio com as opções abaixo indicadas, fico me perguntando porque será que esses postulantes não ganharam uma chance do que são capazes. Veja se tenho ou não razão:              Para deputado Federal: AlcoolBola, Bié do Asilo, Broder, Caxuxa, Chico Pintado, Dilampião.  Dom Pepito, Dr. João O Medico do Povão, Kryca Ohana (deve ser filha da Bay Consuelo, não?), Marquinhos Lê Gentil, Mazarope da Carroça, Mendigo Oruk, Mouralidade, Otojanes, Quiel do Canarinho, Super Zefa, Teneuza, Ustane e Zoinho.          Para Deputado Estadual: Bizaura da Mangueira, Buju, Corró de Carvão, Dartanhã, Duduco, Ed Deus, Índio Melodia, Issa!, Jabá de Jacarepaguá  Jeck Joi, João Korno, Ju Tulipa Negra, Katiuscia, Lagartixa,  Mestre Garnizé,  Evangivaldo. Salim Solução Amor no Coração, Xaolin, Uilson Pé no Chão e Zé Lorin do Hamburgão        Também mereciam estupenda votação os donos desses gritos de guerra, é ou não é:        Guilherme Bouças: "Chega de malas, vote em Bouças".         O candidato de apelidado Lingüiça: "Lingüiça Neles!         Da candidata apelidada de Dinha: "Tudo Pela Dinha!"        Do Ge: "Não vote no A, no B ou no C. Na hora H, vote em Ge"        Do candidato apelidado de Pé: "Não vote sentado, vote em Pé"       Do gay apelidado de Lady Zu: "Aquele que dá o que promete"        E de um candidato cearense que repetiu na candidatura para deputado estadual o grito de guerra que tornou famoso quando foi candidato a prefeito: "Com a minha fé e as fezes de vocês, vou ganhar a eleição".       Acredite. Numa votação, a turma de comunicação social que se forma agora na UFRJ, elegeu como patrono… Sérgio Mallandro.      Acredite também: Mallandro bateu, na eleição Umberto Eco, o superteórico da comunicação de massa que só ficou à frente do… Repórter Vesgo, o do "Pânico na TV".      “Pensou que acabou? Pois acredite mais uma vez: Sérgio Mallandro, procurado, disse que só ia mediante cachê de R$8 mil. Ainda baixou para dois mil antes de ser desconvidado.      Antes da eleição o empresário Eike Batista recebeu para jantar o candidato Cristóvão Buarque. A saia justa ficou por conta da abordagem realizada pela socialite Narcisa Tamborindeguy:- Conheço o senhor.- Meu nome é Cristovam.- Colombo?- Não, Buarque.- O senhor faz o quê?- Sou senador.- Claro, eu sei. Por Sergipe.- Não, Sou senador por Brasília, prazer em conhecê-la.- O senhor é muito simpático. Se um dia for candidato a presidente, conte com meu voto….        Lula já tem um voto certo no segundo turno: o do Caetano Veloso! A notícia está nos jornais do dia 04/06/2006.       Em 2002, "para ficar bem com ele mesmo", votou no primeiro turno no Lula e no 2º no Serra.        Agora, antes do primeiro turno espinafrou o Lula e anunciou que iria votar no Cristóvan Buarque. Votou no Alckmin.       E ainda recriminam quando digo que ele é um grande "babaca".