Edição 075 - 25/11/20

O PATRIOTISMO DO MINISTRO DA ECONOMIA

O ministro Paulo Guedes afirmou, durante participação virtual no 39º Encontro Nacional do Comércio Exterior (Enaex), realizado na manhã do dia 13, que os Servidores Públicos aceitaram com patriotismo o congelamento de salários neste ano e que não houve grandes reclamações.

“Os salários estavam muito acima da média do setor privado, e o funcionalismo, com patriotismo, porque não houve grandes reclamações, aceitou essa contribuição de não pedir aumento durante este ano de pandemia e o ano que vem, quando estaremos ainda com o efeito devastador sobre as finanças públicas”, disse.

Não precisa ser muito inteligente para identificar o sarcasmo da fala do ministro.

A sua mensagem é clara, quem não reclama consente.

Ele sabe perfeitamente que não houve a abertura de qualquer diálogo com as Categorias do Serviço Público Federal sobre aquilo que poderíamos chamar de uma Pauta de Reivindicações.

Ao contrário, assim como a Pandemia da COVID-19, as ameaças chovem sobre o funcionalismo.

Encerradas as eleições municipais e a fase do calendário em que o Congresso Nacional se finge de morto, começamos mais uma nova etapa para o atual governo.

Hora de amadurecer as ameaças que se encontram alojadas no Legislativo.

Ninguém no mercado financeiro ou na política leva mais a sério qualquer um dos projetos mirabolantes do ministro para destravar o crescimento econômico.

Com uma dívida pública que chega ao inédito patamar de 100% do PIB, um desemprego que não retrocede e a imensa pressão pela manutenção de algum auxílio emergencial que adentre 2021, o ministro procura desesperadamente por recursos que permitam a manutenção do atual governo e por tabela a sua cabeça.

Após bilhões de reais serem subtraídos do Orçamento de 2021 para as isenções previdenciárias dos empresários nacionais sem a criação do almejado imposto sobre transações digitais, só sobrou o riso amarelo do ministro para dizer que sempre apoiou a desoneração.

Os Servidores Públicos são um campo de caça natural.

Segundo o ministro deixa bem claro, porque eles não reclamam.

São patriotas, sua senha para otários.

Segundo boletim divulgado pela  Secretaria de Estado de Saúde, até esta terça-feira, 24.11, foram confirmados 340.833 casos de infectados e 22.141 óbitos por Covid-19 no Estado.

De acordo com o site Agência Brasil, a capital fluminense tem o maior número de infectados (132.349) e de mortes (13.064) no Estado.

Servidores Públicos da Área da Saúde voltam a ser chamados em grande número para prestar assistência diante do aumento explosivo da demanda por seus serviços.

Comparecem porque são otários?

Pelo contrário, são patriotas na mais genuína definição que podemos conceber: eles se preocupam com o povo brasileiro que sofre em hospitais.

Os demais Servidores Públicos podem se enquadrar no patriotismo desejado pelo governo, ou podem se mirar no verdadeiro patriotismo dos seus colegas da Saúde.


 

CAMPANHA SINAL-RJ DE COMBATE AO CORONAVÍRUS

FIQUE EM CASA!

Insumos, aprovação e transporte:
o caminho até a vacinação contra a Covid-19

Como serão definidos os grupos prioritários? O Brasil já tem um plano de imunização? Veja essas e outras perguntas sobre os próximos passos da vacina.

Farmacêuticas de todo o mundo já estão começando a divulgar seus estudos de fase 3 de vacinas candidatas contra a Covid-19. Mas até chegarmos, de fato, à aplicação da vacina, existe um caminho a ser percorrido.

Abaixo, em tópicos, o G1 mostra o que é preciso fazer antes de começar, de fato, a vacinação em massa:

  • Quem são os grupos prioritários?
  • Como transportar a vacina?
  • Treinamento de profissionais e insumos
  • Como comunicar a população?
  • Aprovação das vacinas e uso emergencial
  • Como funcionam os testes da vacina.

Leia mais…

 

Informes PASBC:

Atendimento pasbcrj.atendimento@bcb.gov.br (21) 2189-5216
Exames pasbcrj.exames@bcb.gov.br (21) 2189-5216
Autorizações pasbcrj.autorizacoes@bcb.gov.br (21) 2189-5848
Quimioterapia quimio.pasbcrj@bcb.gov.br (21) 2189-5842
Credenciamento credenciamentos.adrja@bcb.gov.br (21) 2189-5062
Assistência Social sos.assis.adrja@bcb.gov.br (21) 2189-5715

Mudanças no atendimento presencial do Depes (Ambulatório, Direto ao Ponto e PASBC)
Cobertura do exame pelo PASBC
Credenciados para realização do exame pelo PASBC
* Mais informações no Portal PASBC: https://www3.bcb.gov.br/

ATENDIMENTO DO SINAL-RJ DURANTE A QUARENTENA

Recepção: Jenilson (21) 98338-7621
Atendimento ao Filiado: Erika (21) 98871-0505
Secretaria: Marcelly (21) 98303-4869
Financeiro: Rose (21) 99725-4424
Presidente Regional: Sergio Belsito (21) 98124-1330

Edições Anteriores