Edição 0 - 22/05/2007

SINAL-SP INFORMA nº 140, de 22.05.07: A categoria aposta no avanço / A greve em SP, dia 22.05

 

 SINAL-SP INFORMA

São Paulo, 22 de maio de 2007 – nº 140

 

 

A CATEGORIA APOSTA NO AVANÇO

Desde o início da atual negociação em busca da recomposição salarial, não obstante o cenário negativo imposto pelo governo, as entidades sindicais, juntamente com o funcionalismo, já colheram importantes vitórias, a saber:

·         incorporação do AE, beneficiando aposentados, comissionados e mais de 800 outros colegas da ativa que não o detinham;

·         gradiente constante de 5,3% entre todos os níveis;

·         manutenção da paridade entre ativos e inativos e

·         GABC em percentual idêntico para todas as categorias.

Ainda assim, a despeito das pequenas vitórias obtidas na mesa de negociação, acreditamos haver margem para maiores avanços por parte do governo. Se dia 25/05/07 é o fatídico prazo de encerramento das negociações junto ao governo, usemo-la em nosso favor e lutemos pelo fortalecimento da greve até lá.

Todos sabemos que, em uma negociação, existe um espaço entre o ideal perseguido e o real a ser conquistado. Precisamos estar atentos e vigilantes para identificar o momento adequado para fecharmos o acordo.

O desfecho se aproxima. O sucesso no atendimento de nossos pleitos está diretamente ligado à nossa disposição de luta e capacidade de pressão sobre o governo.

Participe do movimento!

Conquiste a almejada recomposição salarial!

Conselho Regional do Sinal-SP

 

AINDA TEM JOGO

Com o resultado da reunião de ontem da PF, dá para perceber que uma possível folga nas negociações pode residir numa antecipação de parcelas.

A estratégia palaciana, dependendo do nosso grau de mobilização, aponta para isso, desde que não se extrapole o ano previsto originalmente.

Ou seja, pode, de julho para abril (nosso caso na 5ª f. passada), pode, de julho para março (caso da PF ontem), e quem sabe? pode de 3 para 2 parcelas, desde que dentro dos orçamentos previstos.

Com nossa mobilização sustentamos um contraponto na negociação – a exigência de parcela em 2007. Isso foi correto e deu resultados, fazendo com que o governo recuasse em 3 meses sua proposta original (2ª parcela).

Mas, como toda negociação é um processo dinâmico, entendemos que temos que alterar o nosso plano de negociação para conseguir avançar mais.

Esse é o caminho das pedras. Manter a greve, tentar reabrir ainda hoje as tratativas e obter alguma forma de compensação/antecipação, em troca de uma possível aceitação da proposta para jan/2008.

Não é porque o governo disse, na 5ª p.p, que as negociações chegaram ao seu final, que nós temos que "arriar as bandeiras". Quando saiu a tabela (25 de abril), o Gustavo "jurou de pé junto" que eles tinham queimado etapas e era a proposta final. Não acreditamos e fomos à luta. Ainda bem.

O governo, pressionado com a possibilidade de greve na PF, quer nos fazer encerrar o quanto antes o nosso movimento. O quanto ele estará disposto a avançar na sua proposta para conseguir isso? Não sabemos, mas vale a pena pagar para ver.

Nosso prazo está se esgotando e temos que sair com o melhor acordo possível para toda a categoria.

Mas, ainda tem jogo.

Fonte: Apito Carioca, 22/05/07

 

A GREVE EM SÃO PAULO

Nesta terça-feira, 22/05, a greve tem a adesão de 73%. A assembléia realizada na parte manhã, com a participação de 74 servidores, conforme a lista de presença, deliberou sobre as seguintes propostas:

a)     Moção instando os colegas de BH a voltarem para o movimento pela recomposição salarial; com solicitação ao Conselho Nacional do SINAL para que visite aquela Regional e promova uma assembléia de esclarecimento quanto à importância da unificação do movimento. Proposta aprovada, por 70 votos a favor, 1 voto contra e 3 abstenções;

b)     Continuidade da greve em São Paulo. Proposta aprovada, por 71 votos a favor, nenhum voto contra e 3 abstenções.

Após a assembléia, um grupo de participantes se dirigiu a andares do prédio para um trabalho de convencimento junto aos colegas que ainda não aderiram ao movimento.

 

SAIU NA IMPRENSA

PF não descarta greve por tempo indeterminado (Jovem Pan AM, 22/05/07)Em entrevista à Jovem Pan, o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Marcos Vinícius Wink, falou sobre a greve de 72h da categoria, que começou nesta terça-feira. Ele disse que, infelizmente, o instrumento de pressão que o trabalhador tem é a greve. "Se o governo fechar as portas e a última proposta definitiva não atender a categoria, não está descartada uma greve por tempo indeterminado", afirmou. (fonte: Uol)

 

REDE CONVENIADA DE DESCONTOS

Ingressos de Cinema:

Unibanco Arteplex SP – Dispomos de convites pelo preço de R$ 9,00, com prazo de validade até 23/08/07. O convite deve ser trocado por ingresso na bilheteria dos cinemas, no Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca. 569, 3º piso. Consulte aqui a programação.

Rede CinemarkRede Cinemark – Não dispomos de convites, no momento.

 

 

SINAL – Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central

Rua Peixoto Gomide, 211 – São Paulo (SP) – Cep 01409-001

Tel/Fax: 3159-0252 / e-mail: sinalsp@sinal.org.br

 

Edições Anteriores RSS