Edição 29 - 09/06/2008

Carta aberta à direção do Banco Central do Brasil

Presidente Meirelles, chegou a hora de mostrar a sua força
"…Nunca o Banco Central precisou de uma direção tão profundamente
comprometida com o seu destino, como nesse momento..".

 

Apesar de já ter recebido diretamente do Diretor Anthero, mais de uma vez, a informação de que o Presidente Meirelles não aceita o rebaixamento do papel do Banco Central, e por isso, rejeita para o BC a aplicação da tabela salarial que foi apresentada ao Ciclo de Gestão, o Secretário Duvanier insistiu em desrespeitar esta Autarquia e, como se quisesse testar a nossa paciência e a da Diretoria do BC, voltou a fazer a mesma "oferta".

Será que ele pretende "ignorar" o órgão que tem sido responsável pela condução e estabilidade econômica do país, fator fundamental que tem permitido sustentar altíssimos índices de aprovação popular do Governo Lula?  

Será que ele desconhece que até 2003, o salário do funcionalismo do BC era superior ao do grupo Fisco, muito embora houvesse uma defasagem no valor de início de carreira, que agora se busca corrigir? Será que não ouviu falar que a estabilidade econômica tem gerado recordes de arrecadação que afastam o argumento de falta de recursos?

Será que ele se esqueceu das inúmeras reuniões realizadas em 2007, que resultaram num acordo salarial que aguarda até hoje para ser efetivado, retroativamente, da mesma forma que os militares e a Abin receberam, embora não tivessem nenhum compromisso anterior firmado?

Enfim, será que o digno Secretário do MPOG pretende passar por cima das declaradas convicções da direção do BC e impedir que o Bacen seja recolocado no lugar que sempre ocupou?

Os funcionários do BC aguardam da sua Diretoria uma firme defesa do:

– Cumprimento retroativo do acordo, nos termos firmados no ano passado;

– Equiparação em prazos e valores aos oferecidos à Receita Federal, com remuneração na forma de subsídio.

A rejeição desse pleito será um desrespeito ao Presidente Meirelles, aos diretores e a todo o funcionalismo. É isso que o MPOG quer? Será que o Presidente Meirelles vai permitir isso? 

Nós, funcionários do BC, entendemos que cabe a alta direção desta Casa demonstrar, nesse momento, que a proposta do Secretário Duvanier não passou de um balão de ensaio e que a verdadeira proposta ainda não foi apresentada.

Edições Anteriores RSS