Edição 51 - 11/09/2008

SINAL-RJ não aceita insinuações e reafirma a defesa de seus filiados

Poucos dias após a maior conquista salarial dos últimos anos, onde fomos recolocados num patamar destinado às Carreiras Típicas de Estado, com a implantação do subsídio e do pagamento dos atrasados do acordo salarial, bandeira defendida, quase que exclusivamente pelo SINAL-RJ no âmbito nacional, surgem algumas insinuações inverídicas e divisionistas contra a nossa entidade sindical, que, em respeito ao nosso quadro funcional, passamos a responder.

1) O SINAL-RJ gasta muito com seus filiados?

O SINAL recebe como mensalidade o equivalente a 0,8% dos proventos gerais e repassa, estatutariamente, 50 % desse valor para o SINAL Nacional.

Assim, o SINAL-RJ administra apenas 50 % da renda recebida, o que equivale a 0,4% do nosso salário. Se recebemos o mesmo percentual e repassamos a Nacional um percentual igual, por que as agressões de alguns, de que " eles estariam subsidiando os filiados do RJ"?

Na verdade, todos sabem que não existe esse aventado subsídio, até porque as contas são regionalizadas, encontrando-se devidamente equilibradas, dentro de um orçamento anual aprovado.

O que existe é uma política de implantação de serviços e convênios adotada pelo SINAL-RJ, demandada pela própria base, que resulta numa devolução indireta aos seus filiados de parte do valor pago na mensalidade. É uma opção que nos custa muito trabalho, e os filiados do RJ conhecem o resultado e constantemente solicitam a sua ampliação.

2) As Regionais do SINAL tem custos iguais?

O Rio de Janeiro tem uma situação peculiar, pois em torno de 70% dos seus filiados são aposentados/pensionistas, o maior percentual do país, disparado, e esse índice será ampliado em breve, com a previsão de uma nova leva de aposentados no início do próximo ano. Esse perfil impõe um atendimento diferenciado, o que inclui constantes custos de comunicação, por exemplo.

A grande maioria deles não utiliza e-mails. Isso, por si só, já demonstra um cenário particular. E o SINAL-RJ não pretende abandonar seus aposentados, muito pelo contrário, tem por eles todo o respeito e consideração, pois, em sua maioria são fundadores do SINAL e muito se orgulham desse fato.

Temos também um Dept. Jurídico regional à disposição dos filiados, para implantação e acompanhamento de ações coletivas apenas do Rio de Janeiro e assessoria jurídica para atendimentos individualizados, nas questões pessoais.

3) É certo fazer promoções para novos filiados?

O SINAL-RJ está em busca da ampliação do quadro de filiados, para com isso, sustentar uma proposta responsável de redução da mensalidade, na próxima AND, em outubro.

A promoção para estimular novos filiados com a gratuidade de uma semana de almoços se deve ao seguinte:

a) O SINAL-RJ, assim como a ASBAC, já fornecem uma redução de 15% no valor da refeição (excluído bebida e sobremesa) e assim a promoção se estenderia aos 85% restantes. O valor dessa promoção representará menos que 30 % do valor da primeira mensalidade de cada novo filiado, isso se utilizarem a promoção todos os dias da semana;

b) O fato de o Restaurante do 25º, contratado pela ASBAC/RJ, ser o único localizado dentro de sede do BC em todo o país, oferece grande conforto e por isso a sua grande aceitação, já se tornando um hábito do funcionalismo carioca, com mais de 3.000 refeições no convênio, por mês, lembrando que a promoção para os novos filiados tem data limite para término, em 30.09;

Em função dessas iniciativas, o SINAL-RJ já recebeu nos últimos dias, 17 novas filiações, o maior número de novos filiados em todo o país.

O SINAL sabe também que os filiados de primeira hora tem uma relação de confiança para com o SINAL, e a tentativa de atrair novos filiados com promoções vem justamente no sentido de recompensar a todos, rumo a um aumento da eficiência e de uma redução consciente da mensalidade.

4) Porque os novos filiados recebem kit com brindes?

Nenhum desses brindes foi comprado especificamente para essa campanha de filiação. São remanescentes de outras campanhas ou promoções, tais como: Campanha Nacional de Filiação de 2005, Brindes de Natal de 2006 e 2007, etc… que foram reunidos para, como já dissemos, estimular ao máximo as novas filiações. O ganho final será de todos e o custo desses brindes nesse momento foi nulo.

5) Como os filiados avaliam o SINAL-RJ?

O SINAL Nacional está organizando uma nova pesquisa de satisfação junto aos filiados nas diversas regionais. Na última pesquisa realizada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul / Escola de Administração Centro de Estudos em Administração, o SINAL – RJ foi qualificado em primeiro lugar em nível de satisfação dentre os filiados.

 

Nosso compromisso

O SINAL-RJ lutará na AND por uma proposta de crescimento da entidade, adequada ao novo cenário que surgiu após a recente campanha salarial, que nos impõe um sindicato com constante intervenção junto aos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, com forte presença na mídia, seja por matérias editadas ou pagas, com força para defender nossas conquistas – principalmente o PASBC, constantemente em risco – e avançar rumo ao topo das Carreiras Típicas de Estado, isso combinado com uma redução responsável do valor da mensalidade, sem propostas demagógicas que coloquem em risco a desempenho e a coesão de nossa entidade.

O atual Conselho do SINAL – Rio de Janeiro é composto por companheiros que demonstraram ao longo dos anos seu compromisso de luta e de solidariedade e não aceitam as insinuações de determinados elementos – os mesmos que durante a campanha salarial faziam acusações levianas contra o SINAL – e que, em alguns casos, nem filiados ao SINAL são.

Edições Anteriores RSS