Edição 46 - 24/06/2004

A enrolação como parâmetro de negociação

ÿ"P‚rolas" ditas por representantes do Governo, na mesa de negocia‡Æo, dia 22.06.

Mas, entÆo, porque nÆo apresentam nada de concreto? Nenhum n£mero ou proposta. Quem sabe, agora, depois de confirmado o vergonhoso aumento do sal rio m¡nimo, eles venham com alguma proposta.

NÆo queremos ouvir falar de reajuste para 2005.

Antes, temos que acertar: 2004, 2003, 2002, 2001, etc. etc, etc…….

O Governo sabe muito bem que, quanto mais durarem as "negocia‡äes", menos tempo teremos para conquistar algo digno, pois estÆo se aproximando o recesso parlamentar e logo depois, o "recesso eleitoral", quando, por falta de "quorum" , nada mais se votar  na Cƒmara e no Senado.

ÿ

"…houve avan‡os nas conversas internas do governo …"

"… h  uma disposi‡Æo firme do governo em negociar com os servidores…"

"… h  decisÆo de alocar recursos para o atendimento das reivindica‡äes…".

"… s¢ hoje pela manhÆ (22.06) tivemos as £ltimas informa‡äes e nÆo houve tempo de simular o impacto or‡ament rio causado…"

"…existem defini‡äes iniciais faltando apenas a forma definitiva…"

"…nÆo queremos colocar n£meros que poderiam ser inferiores aos poss¡veis…"

"…nÆo quer dizer que mesmo com mais recursos a proposta ser  boa, mas ser  o m ximo que o governo poder , em princ¡pio, apresentar…"

"… o governo reconhece a importƒncia das reivindica‡äes…"

"…. as entidades precisam conhecer a dinƒmica. Existem v rias negocia‡äes paralelas e elas tem impacto…"

"… j  existe defini‡Æo de que haver  algo para o BC e o Ciclo de GestÆo…"

"… as negocia‡äes seguem o seu curso normal…"

"… pedimos um voto de confian‡a at‚ 4a. f. . O governo vai avan‡ar na proposta. NÆo passar  de 4a. feira a apresenta‡Æo da proposta formal…."

"…a Gratifica‡Æo de Desempenho nÆo ‚ posi‡Æo consolidada no governo…"

"…. o governo est  aprendendo nas negocia‡äes com os servidores…"

"… os dados sÆo transparentes para os integrantes…"

"… existem muitas pessoas no governo querendo fechar a mesa de negocia‡Æo…"

"… o governo precisa de tempo para adequar as simula‡äes…"

"… entendemos a importƒncia do BC e de seus funcion rios como àrgÆo e como carreira de Estado e que o governo est  atento a esta importƒncia…"

Edições Anteriores RSS