Edição 5 - 8/1/2019

“Um Sinal na História”: segundo volume da obra relata primeiros dez anos de vida do Sindicato; veja aqui


“Tínhamos o calor da juventude, vivíamos efervescência política ímpar, percebíamos a necessidade de ter presença e voz junto às instâncias decisórias. A ideia do sindicato próprio ganhou força à medida que se ia delineando a nova Constituição do país. Quando as condições legais se consolidaram, nosso sindicato foi moldado com o fogo da luta…”.

(trecho do Prefácio, pág.12)

Apenas vinte e três dias após a promulgação da Carta Magna, em 28 de outubro de 1988, entrava oficialmente em cena o Sinal, fruto de mais de uma década de atuação dos movimentos reivindicatórios dos servidores do Banco Central do Brasil. Dando continuidade à narrativa desta trajetória de conquistas, temos orgulho de compartilhar o segundo volume da obra “Um Sinal na História”.

Nesta edição, uma revisita à primeira década de atividade de nossa entidade sindical. O processo de redemocratização no país, o registro, a consolidação do papel representativo do Sinal, as primeiras grandes lutas, as transformações no âmbito do BCB que envolveram toda a categoria e o legado dos dez anos iniciais norteiam o relato, construído e respaldado por atores que fizeram parte deste recorte histórico.

Clique na imagem acima para acessar a publicação na íntegra.

Veja também, clicando aqui, o primeiro volume de “Um Sinal na História”.

Edições Anteriores