Edição 51 - 23/08/2005

O SINAL está atento à questão do desconto dos dias parados. Todos podem ficar tranqüilos!

Embora ninguém possa garantir “se” e “quando” os dias parados serão pagos, o SINAL vem a público garantir que não descuidará em nenhum momento da defesa do pagamento integral dos salários dos servidores que aderirem às paralisações.

Mais do que uma obrigação, é uma prioridade e uma questão de honra para o sindicato tomar todas as medidas (inclusive judiciais) para tranqüilizar os servidores e lhes viabilizar o exercício de um direito constitucional: o direito à greve!

O SINAL, para tanto, atuará em 3 frentes:

– Primeiramente, tentará negociar com o Depes a reclassificação dos dias parados;

– Depois, nas negociações com o governo, colocará a questão do pagamento dos dias parados como essencial;

– Na remota hipótese de não se conseguir reverter os descontos administrativamente, o SINAL já consultou seus advogados e já tem argumentos jurídicos bastante sólidos para uma ação judicial com boas chances de êxito, no momento oportuno.

SINAL-RJ

Edições Anteriores RSS