Edição 57 - 29/08/2005

Assembléia amanhã, 30/08, às 9h, no saguão da ADRJA

Como já divulgado anteriormente, o governo federal marcou uma reunião de negociação para o próximo dia 31 de agosto, quarta-feira, às 10h, em Brasília.

Com esse fato novo, o Conselho Nacional do SINAL levará para uma assembléia nacional amanhã, às 9h, a proposta de suspensão ou não da paralisação de 72 horas já aprovada.

Sendo assim, é muito importante a participação de todos na assembléia, pois a volta imediata ao trabalho poderá ser aprovada.

3 dúvidas surgidas a respeito da mobilização:

1. Por que o CN do SINAL propôs a suspensão da paralisação de 72 horas?

R. Por três razões:

  • O objetivo da paralisação de 72 horas era a abertura das negociações. Até prova em contrário, isso já foi conquistado com a marcação de uma reunião com o governo na quarta-feira, dia 31 de agosto, às 10h;

  • Os servidores já têm 3 dias de desconto lançados no ponto. O CN, com cautela, considerou ser melhor acumular forças e evitar mais descontos neste momento;

  • Algumas assembléias, como por exemplo a de Brasília, já haviam dado sinais claros de que, com a marcação de uma reunião, recuariam da paralisação de 72 horas. Para manter a unidade, o CN adotou tal medida em âmbito nacional.

2. Mas não corremos o risco de o governo federal nos enrolar ainda mais se não houver paralisação?

R. Sim, corremos esse risco. Por isso, o SINAL-RJ levará amanhã uma proposta alternativa para discutirmos na assembléia.

3. Haverá um evento na ADRJA, amanhã, com a presença do Ministro Palocci. Não vamos fazer nada aqui no Rio para aproveitar a presença da Imprensa?

R. Sim, o SINAL-RJ tentará entregar uma carta ao Ministro Palocci cobrando o seu apoio às demandas dos servidores do BC.

SINAL-RJ

Edições Anteriores RSS