Edição 65 - 06/06/2007

Perseverança máxima e paciência de Jó

Ontem, o Chefe do Gabinete do Meirelles comunicou ao SINAL que o Presidente continua avançando em seus contatos e que não está afastada a possibilidade de uma reunião ainda hoje, muito embora, a partir das 16h, temos a reunião do Copom, e amanhã será feriado.

Informações colhidas no Congresso dão conta da existência de uma possível resistência ao avanço da nossa proposta, localizada no Ministério do Planejamento, por conta dos atropelos sofridos por ocasião da negociação com a Policia Federal, decorrentes da intervenção superior de Lula e do Ministro Tarso Genro.

Também a demora do retorno de Lula, que ainda está na Índia e só chega amanhã, tem sido um elemento complicador, na medida em que, provavelmente, Meirelles necessita do seu aval para vencer as citadas resistências que funcionam como um obstáculo ao desfecho por nós aguardado.

Amigos, o processo é complexo e lento, mas está seguindo seu curso. De nossa parte temos feito corretamente o dever de casa, ou melhor, o dever da porta do Banco. A greve não perde peso. Continua robusta e, de acordo com o Diretor Gustavo," … o BC está a beira de um colapso".

É lógico que não queremos que isso aconteça, mas foge de nós essa solução. Sugerimos que nosso preocupado Diretor envide todos os esforços para, junto a Meirelles, garantir o quanto antes a reunião com o SINAL, pois nesse momento estamos todos no mesmo barco, e se estivermos coordenados, poderemos avançar mais rapidamente.

Vamos manter a firmeza que temos demonstrado desde o início. Nesse momento de grande ansiedade é comum surgirem propostas imaturas que transitam entre "entregar os pontos ou chutar o balde". No atual momento, nada é mais forte do que manter a greve inabalável.

Para isso, é importante a confiança na direção do Sindicato e em nós mesmos, e que todos, principalmente, os que "preferem saber da greve pela internet", venham para a porta do Banco, para dar maior visibilidade. Esse é o "dever" a partir de agora.

Não esquecendo que hoje tem COPOM é que as atenções do país estarão voltadas para nós. Seria uma grande perda não aproveitarmos essa oportunidade. Os companheiros de BSB tentarão fazer ouvir a nossa voz.

Não tem passe de mágica. É viver cada minuto, se manter informado e não retroceder um milímetro sequer.

Portanto, perseverança máxima e paciência de Jó é o que não nos pode faltar nesse momento.

Assembléia – 14h30m

Edições Anteriores RSS