Edição 135 - 01/10/2012

Servidores do BCB-RJ querem imediata reabertura de negociações

Marcelo Mello
Servidores do BCB-RJ rejeitam proposta que acenava com falsas ilusões

O Sinal-RJ realizou na última 5ª.f, 27, uma assembleia com duas pautas: uma de assuntos nacionais (AGN) para definir um calendário de mobilização e uma AGRO, de assuntos regionais, para eleição dos delegados à XXV AND.

Em ambas, o número de assinantes da lista de presença foi de 80 funcionários.

Na AGRO foram eleitos 17 delegados à AND, sendo que a assembleia autorizou ainda o Sinal-RJ a incluir até dois 2 suplentes na relação de delegados.

Na pauta nacional ocorreu uma acalorada discussão, onde foram votadas 3 propostas:

Um proposta encaminhada por um participante da assembleia, com o seguinte teor: “Que os presidentes do Banco Central e do Sinal se mobilizem imediatamente para incluir a carreira de especialista do Banco Centreal no PL de reajuste de 5% ao ano entre 2013 e 2015" .

Diversas falações se posicionaram contrárias a essa proposta por considerar que ela continha graves equívocos em sua formulação, particularmente:

a) essa questão já havia sido rejeitada na AGN do dia 28.8, com mais de 1.800 participantes;
b) que a referida proposta vendia uma falsa impressão ao sinalizar equivocadamente que existia uma proposta do Governo em oferta, o que sabemos, não é verdade;
c) que um novo contato com o BCB e com o Governo deveria tratar de assuntos que não foram abordados devidamente na primeira rodada de negociações;


A referida proposta foi derrotada por 45 votos contrários, e apenas 3 a favor, com 3 abstenções.

Em prosseguimento, vários oradores apontaram para a necessidade de uma forte mobilização combinada com imediata ida ao Presidente Tombini, para que o mesmo coloque seu prestígio a serviço da reabertura das negociações com o Governo, com uma abordagem de pontos mais ampla do que a proposta anteriormente apresentada, dentre eles, o realinhamento entre procuradores, analista e técnicos do BCB, e que o resultado dessa nova rodada seria então trazido a avaliação da categoria.

Foi então apresentada pelo Conselho Regional do Sinal uma proposta com o seguinte teor: "Autorizar o Sinal a buscar a reabertura de negociação com o Governo". Esta proposta foi aprovada por unanimidade dos presentes, com 51 votos a favor, nenhum voto contrário e nenhuma abstenção.Foi aprovado, também por unanimidade, um calendário de mobilização pela imediata reabertura de negociações, com atos previstos para o dia 4 e 10 de outubro.
 

Edições Anteriores RSS