Edição 19 – 27/2/2014

Reunião Sinal / Administração do BCB – 4


Retomando o relato contido nos Apitos  1416 e 17, sobre a reunião do dia 18/2, com a administração do Banco, tratamos, hoje, da questão da Reconstrução do Mecir

A administração afirmou que o ambiente de trabalho evoluiu favoravelmente, que está em curso um novo projeto de modernização da distribuição de numerário e de automação da casa-forte e que um Grupo de Trabalho vai se dedicar à implementação das melhorias programadas.

O Sinal reconhece os avanços, mas entende que somente a automação da casa-forte do Mecir não será suficiente para a melhora das condições de trabalho dos servidores lotados naquele Departamento – como se sabe, suas tarefas não se resumem ao acionamento de um comando no computador.

Mais importante do que projetos de automação, que são bem-vindos, são as danosas consequências dos cortes orçamentários impostos ao Mecir: serão suspensas a produção, distribuição e destruição de cédulas e moedas, situação que afetará diretamente a população, que, em pouco tempo, não terá numerário em condições adequadas ao manuseio.

Apoiamos a formação de Grupo de Trabalho por parte do Banco e consideramos que ainda há muito que se fazer para alcançar condições minimamente razoáveis de serviço, começando pela revisão do corte das 6h, ressuprimento da força de trabalho e reversão das condições de penosidade remanescentes (Apito Brasil QVT, edições 21, 22 e 24). O caminho passa por um processo aberto e transparente, desde sua concepção à mais ampla participação da comunidade BCB.

Também criamos um Grupo de Trabalho, integrado hoje por sete colegas, sendo quatro deles lotados no Mecir e três dirigentes do Sindicato, detentores de conhecimento na área de Qualidade de Vida no Trabalho. O grupo contará com o ingresso de mais um colega, também lotado no Mecir a ser escolhido pelos próprios companheiros daquele departamento, com a finalidade de debater as atividades de processamento automatizado, fragmentação e conferência manual de numerário.

Para que o GT do Sinal possa contar com a participação de todos e melhor embasar nossas ações, disponibilizamos o endereço eletrônico mecir@sinal.org.br para sugestões, críticas, relatos de experiências etc. acerca do assunto.

Uma vez mais, nosso destino se encontra exclusivamente em nossas mãos!

Somente juntos somos fortes!

Edições Anteriores