Clique no título para ler as matérias na íntegra

Edição 220 – 8/12/2021

É hoje! Mobilização pelo reajuste salarial e por acordo nos 28,86% começa logo mais, às 15h

É hoje! Começa logo mais, às 15h, a mobilização nacional dos servidores do Banco Central do Brasil em defesa do reajuste salarial e de um acordo na ação dos 28,86%. Vamos, juntos, protestar contra a omissão da Diretoria do BC acerca dos pleitos do corpo funcional da Autarquia. O cronograma terá Assembleato virtual, que discutirá os temas em pauta neste dia de luta. O evento ocorrerá por meio da plataforma Zoom e contará, ainda, com a presença do advogado Marcos Resende, responsável pela demanda dos 28,86%. A assessoria jurídica do Sinal estará à disposição para esclarecer dúvidas sobre outros processos


Edição 219 – 7/12/2021

Contra a omissão da Diretoria do BC, amanhã é dia de luta

É amanhã! Começa às 15h desta quarta-feira, 8 de dezembro, o protesto nacional contra a omissão da Diretoria do BC no que se refere ao reajuste salarial e ao acordo na ação dos 28,86%. A agenda do dia de mobilização terá evento virtual e manifestação na porta do edifício-sede da Autarquia em Brasília. O Sinal convoca você, servidor, a reforçar este movimento. Somente com uma mobilização contundente conseguiremos avançar em nossas reivindicações. Na capital federal, após a atividade na porta do BC, a seção regional do Sindicato disponibilizará transporte para os interessados em participar de ato público do conjunto do


Edição 218 – 6/12/2021

Mobilização em defesa de reajuste salarial e acordo nos 28,86% ocorrerá na próxima quarta-feira, 8; participe!

Faltam dois dias! Participe da mobilização nacional contra a omissão da Diretoria do BC em relação ao reajuste salarial e a um acordo na ação dos 28,86%. A quarta-feira, 8 de dezembro, a partir das 15h, terá evento virtual, para todas as praças, e manifestação em frente ao edifício-sede do Banco Central em Brasília, de onde os presentes ainda se deslocarão até a Câmara dos Deputados para reforçar ato público do conjunto da classe contra a reforma administrativa. A atividade virtual (confira link para acesso abaixo), além de discutir os impactos da defasagem salarial e a luta pelo reajuste, contará


Sinal e demais entidades do Fonacate ingressam como amicus curiae em ADIn que questiona o Decreto 10.620/2021

O Sinal, juntamente com as demais entidades do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), ingressou como amicus curiae na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) 6767, contra o Decreto 10.620/2021, que versa sobre “a competência para a concessão e a manutenção das aposentadorias e pensões do regime próprio de previdência social da União”. De acordo com o referido Decreto, as atividades referentes às aposentadorias e pensões dos servidores do BC serão transferidas para o INSS. No documento (confira aqui) em que solicitou o ingresso como amicus curiae, a assessoria jurídica do Fórum discorreu sobre as violações ao texto


Edição 217 – 3/12/2021

Sinal sugere debate sobre reajuste e valorização do serviço público na CMO

O Sinal mantém a agenda de encontros com parlamentares integrantes da Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional. Na quarta-feira, 1º de dezembro, o diretor de Relações Externas do Sindicato, Francisco Tancredi, se reuniu com o deputado André Figueiredo (PDT/CE) e, nesta quinta-feira, 2, o encontro foi com o deputado Sanderson (PSL/RS). Nas oportunidades, Tancredi sugeriu a realização de audiências públicas no âmbito da CMO para tratar, não só da questão referente ao reajuste salarial, mas das demandas gerais da Administração Pública. O objetivo é consolidar um debate com vistas à valorização do serviço publico e da classe. E,


PASBC e reajuste a celetistas também foram temas de reunião com a Dirad

Conforme noticiado na edição desta quinta-feira, 2 de dezembro, do Apito Brasil, o Sinal se reuniu com a Diretora de Administração, Carolina Barros, o chefe do Departamento de Gestão de Pessoas, Educação, Saúde e Organização (Depes), Marcelo Cota, e com o representante da Procuradoria-Geral do Banco Central, Flávio Roman. Além das questões referentes aos 28,86% e ao reajuste salarial, destacadas na publicação anterior (saiba mais aqui), o Sindicato levou à reunião outras demandas da categoria. Um dos pontos abordados foi o Programa de Assistência à Saúde dos Servidores do Banco Central (PASBC). O Sinal reiterou, oficialmente, a solicitação ao Depes


Edição 216 – 2/12/2021

PGBC rechaça acordo em relação aos 28,86%

Em reunião com membros da Diretoria Executiva Nacional (Direx) do Sinal na manhã de hoje, 2 de dezembro, o representante da Procuradoria-Geral do Banco Central, Flávio Roman, rechaçou a possibilidade de um acordo referente à ação dos 28,86%. Também estiveram presentes no encontro a Diretora de Administração (Dirad), Carolina Barros, e o chefe do Departamento de Gestão de Pessoas, Educação, Saúde e Organização (Depes) da Autarquia, Marcelo Cota. Questionado pela Direx, Roman se mostrou contrário à alternativa não litigiosa defendida pelo Sindicato e afirmou que esta é a recomendação da Procuradoria à Diretoria do BC. O Sinal, então, reafirmou o


Edição 215 – 1/12/2021

Sinal trabalha nas várias frentes em busca de reajuste salarial

O diretor de Relações Externas do Sinal, Francisco Tancredi, se reuniu com a assessoria do senador Alessandro Vieira (CIDADANIA/SE) nesta terça-feira, 30 de novembro. Em pauta, as perdas salariais dos últimos anos e o pleito por um reajuste para os servidores do Banco Central do Brasil. Na oportunidade, Tancredi apresentou o Corrosômetro, que evidencia a crescente corrosão inflacionária sobre a remuneração da categoria. O arrocho salarial, é importante destacar, se dá há mais de uma década. O Sinal vem intensificando os diálogos no Congresso Nacional, em especial com os membros da Comissão Mista de Orçamento, conforme destacaram edições anteriores do


Edição 214 – 30/11/2021

Sinal reitera pedido de audiência com presidente do BC para tratar de reajuste salarial e 28,86%

O Sinal reiterou nesta terça-feira, 30 de novembro, por meio de ofício, pedido de audiência com o presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, para tratar da possibilidade de um reajuste salarial em 2022 e de um acordo no que se refere à ação dos 28,86%. O Sindicato, conforme destacado em edições anteriores do Apito Brasil, vem, há meses, buscando diálogos com o BC, visando construir caminhos para o suprimento desta e de outras demandas da classe. Em relação ao reajuste, as conversas se dão também no âmbito da Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP), do


Edição 213 – 29/11/2021

Unidade: Sinal e ANBCB indicam luta conjunta em defesa dos servidores do BC

O presidente nacional do Sinal, Fábio Faiad, se reuniu com o presidente, Henrique Seganfredo, e com o vice-presidente da Associação Nacional dos Analistas do Banco Central (ANBCB), Alexandre Caletti, na última sexta-feira, 26 de novembro. A videoconferência teve como foco temas de interesse dos servidores da Autarquia. A luta pela valorização das carreiras, com atribuições e prerrogativas à altura da importância estratégica do BC para o Estado brasileiro, é uma pauta de toda a categoria, defendida pelo Sinal e a ANBCB. As lideranças consentiram que há uma grande convergência em relação à agenda de reivindicações da classe e que, apesar


Edição 212 – 26/11/2021

Mobilização em defesa do reajuste e de um acordo na ação dos 28,86% ocorrerá no próximo dia 8

Em defesa do reajuste salarial e de um acordo na ação dos 28,86% e contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020 – reforma administrativa -, 8 de dezembro é dia de mobilização. Diante da indiferença da Diretoria do BC aos pleitos da categoria e da ameaça de destruição do serviço público em curso no Congresso Nacional, só nos resta o enfrentamento. A edição desta quinta-feira, 25 de novembro, do Apito Brasil repercutiu evento no qual o presidente da Autarquia, Roberto Campos Neto, alegou dificuldades para a efetivação de um reajuste remuneratório para os servidores da Casa e manifestou


2/3 da Centrus: Sinal mantém luta no Judiciário

O Sinal ajuizou, no último dia 19 de novembro, ação declaratória de inexistência de coisa julgada, pedindo para que seja reconhecida a nulidade do trânsito em julgado da ação referente aos 2/3 da Centrus, bem como a reabertura do prazo, para que o Sindicato possa tomar as medidas cabíveis em face das decisões que negaram os recursos aos Tribunais Superiores. Histórico No ano de 2000, foi ajuizada ação ordinária, precedida de ação cautelar, em face do Banco Central e da Centrus, visando o reconhecimento da natureza jurídica privada dos recursos aportados para o plano de benefícios previdenciário administrados por esta


Edição 211 – 25/11/2021

Diretoria do BC demonstra indiferença a demandas dos servidores

Por ocasião da Semana da Cultura Organizacional, o Banco Central do Brasil promoveu nesta quarta-feira, 24 de novembro, o evento “Roberto em Campo”, com transmissão para todas as praças, no qual o presidente, Roberto Campos Neto, respondeu a perguntas enviadas pelos servidores. Dentre os pontos levantados, em parte por dirigentes do Sinal, estiveram as perspectivas em relação a um reajuste salarial e ao acordo na ação dos 28,86%. Questionado sobre a possibilidade da correção de, ao menos, parte das perdas remuneratórias dos últimos anos, Campos Neto apontou as dificuldades políticas e fiscais do momento, a exemplo da falta de previsão


<< Anterior | 1234567891011 | Próxima >>