Clique no título para ler as matérias na íntegra

Edição 65 – 14/4/2022

Reajuste aventado não supre, nem de longe, nossas reivindicações; greve segue

Seguimos em greve. Enquanto o governo não apresenta qualquer proposta que atenda nossas reivindicações, o indicativo é de manutenção e intensificação do enfrentamento. Nesta quarta-feira, 13 de abril, ganharam repercussão na mídia as tratativas entre a Presidência da República e a equipe econômica e um possível reajuste de 5% para os servidores, percentual muito aquém das perdas acumuladas, que ultrapassam os 20% apenas no período desde a última recomposição, em janeiro de 2019. Se você não está satisfeito e acha que merece ser mais valorizado, tanto no aspecto remuneratório quanto no que se refere à modernização da Carreira, ajude-nos a


Edição 64 – 13/4/2022

Categoria mantém greve por tempo indeterminado

A greve por tempo indeterminado segue. Este foi o caminho escolhido pelos servidores do Banco Central em Assembleia Geral Nacional (AGN) na tarde desta terça-feira, 12 de abril, para a continuidade da luta pela Reestruturação da Carreira, com reajuste remuneratório. A AGN indicou, ainda, uma nova assembleia para reavaliação, no próximo dia 19. E logo mais, às 10h30, haverá AGN não deliberativa para debate das decisões e de outros temas referentes ao movimento em curso, via Zoom. Confira link para acesso abaixo e participe. https://us02web.zoom.us/j/82097873151?pwd=VnFqRGdEVUdqYWcxZ2VITHM5aHpaZz09 (ID da reunião: 820 9787 3151 – Senha: 469107) A manutenção de um movimento forte


Edição 63 – 12/4/2022

AGN logo mais, às 14h, definirá próximos passos da mobilização; participe!

Hoje, 12 de abril, é dia de debater e definir os próximos passos da mobilização pela Reestruturação de Carreira e o reajuste remuneratório. Logo mais, às 14h, haverá Assembleia Geral Nacional (AGN) deliberativa dos servidores do BC. O indicativo do SINAL, caso não haja até o momento da assembleia qualquer fato novo relevante, é pela manutenção da greve. Confira links para inscrição prévia e acesso à AGN virtual. As salas suplementares serão abertas após a lotação da sala principal. Sala 1 https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZwtcO-trD0uE9SRtJ6sum07gnozC-hlPEKd Sala 2 https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZMtd–prTIjGtPNQdN-MbEXN57f7oHJzbEI Sala 3 https://us06web.zoom.us/meeting/register/tZEtf-yopjMjG9TmWJTU1x57ix6u_Opj3icC Pelo que lutamos Com relação ao aspecto salarial, a busca permanente é


Edição 62 – 11/4/2022

Ainda não aderiu à greve? Junte-se a nós e faça mais forte a luta pela valorização do corpo funcional do BC

Na última semana, circularam na imprensa notícias sobre os possíveis caminhos para o reajuste das carreiras do serviço público federal. As alternativas analisadas pelo governo, conforme publicações, vão desde a concessão de uma recomposição linear de 4% a 5% até um aumento apenas no vale-alimentação. Todavia, tanto um quanto o outro estão bem distantes das nossas demandas e reivindicações. Já são mais de três anos sem qualquer reajuste e as perdas acumuladas desde a última parcela de recomposição, em janeiro de 2019, superam os 20%. Além da corrosão inflacionária, há também outras perdas no período, como os recentes aumentos no


Edição 61 – 8/4/2022

Sem proposta oficial, indicativo é de manutenção da greve; participe de AGN na tarde de hoje

Continuamos sem uma proposta oficial. Diante disso, o indicativo do SINAL é de continuidade da greve pela Reestruturação da Carreira e o reajuste remuneratório. Logo mais, às 14h, Assembleia Geral Nacional (AGN) de servidores deliberará sobre os próximos passos da mobilização (confira links para acesso à AGN virtual no fim do texto). Nesta quinta-feira, 7 de abril, representantes do SINAL, do SinTBacen e da ANBCB se reuniram com a Diretora de Administração do Banco Central, Carolina Barros. O encontro, todavia, não trouxe nenhuma novidade, à exceção do agendamento de uma nova reunião, com a presença do presidente Roberto Campos Neto,


Edição 60 – 7/4/2022

Decreto 10.620/2021: SINAL e Fonacate visitam gabinete da ministra do STF Rosa Weber

O presidente do SINAL e vice-presidente de Comunicação do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), Fábio Faiad, e a assessora jurídica do Fórum, Drª Larissa Benevides, se reuniram com membros do gabinete da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber na tarde desta quarta-feira, 6 de abril. Em pauta, a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) 6767, impetrada contra o Decreto 10.620/2021, que, dentre outras disposições, transfere para o INSS as atividades de concessão e manutenção de aposentadorias e pensões dos servidores do BC. O objetivo do encontro foi levar argumentos favoráveis à declaração de inconstitucionalidade do


Greve segue: assembleia não deliberativa começa logo mais, às 10h30

Hoje é mais um dia de greve dos servidores do Banco Central, em defesa da Reestruturação de Carreira e do reajuste remuneratório. Na agenda, nova assembleia não deliberativa, logo mais, às 10h30. Confira link para acesso: https://us02web.zoom.us/j/89816392906?pwd=UjU0OTQ4Z1ArUEdVaEs3aFZ1MFVuQT09 (ID da reunião: 898 1639 2906 – Senha: 510855) Servidor ativo (filiado ou não), não se esqueça de assinar aqui a lista de presença na greve. Para assinar, é necessário fornecer login e senha. Aqueles que não são filiados ou não lembram a senha, devem cadastrar uma chave de acesso. Veja aqui como proceder.


Edição 59 – 6/4/2022

Na falta de proposta do governo, servidores decidem pela continuidade da greve

Na ausência de uma proposta por parte do governo, os servidores do Banco Central do Brasil decidiram, em Assembleia Geral Nacional (AGN) na tarde desta terça-feira, 5 de abril, pela manutenção da greve, em defesa da Reestruturação da Carreira e do reajuste salarial. Também nesta terça-feira, pela manhã, reunião das entidades representativas com a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) não trouxe avanços no que diz respeito à pauta reivindicatória. Além da continuidade da greve, que contou com a adesão de quase 90% dos presentes, a AGN decidiu também refutar a lista de atividades essenciais apresentada pelo BC


Edição 58 – 5/4/2022

Greve segue; reunião com SGP e AGN deliberativa marcam a terça-feira

Hoje, 5 de abril, é um dia decisivo para nossa mobilização pela Reestruturação de Carreira com reajuste salarial. Às 10h30, o SINAL, o SinTBacen e a ANBCB se reunirão com a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) do Ministério da Economia. Já às 14h, haverá Assembleia Geral Nacional (AGN) para deliberação sobre os rumos do movimento. E o indicativo da Diretoria Executiva Nacional do Sindicato é de manutenção e reforço da greve, caso não seja apresentada uma proposta pelo governo. Portanto, sua presença na AGN virtual da tarde de hoje é imprescindível. Durante a atividade, serão repassadas mais


Solidariedade

A família do funcionário da seção carioca do Sindicato Paulo Francisco e de seu pai, o colega aposentado de BC Telly, foi uma das incontáveis afetadas pelos prejuízos decorrentes das fortes chuvas no Rio de Janeiro. Em face das perdas sofridas, o SINAL-RJ lançou uma campanha de solidariedade. Você pode contribuir enviando qualquer quantia para: Banco do Brasil Agência: 1211-4 Conta: 611.950-6 CPF 010.159.997-86 Chave PIX: 21994277121 Correntista: Paulo Francisco da Silva Azeredo Toda ajuda neste momento é bem-vinda.


Edição 57 – 4/4/2022

Greve segue nesta segunda-feira, 4; participe!

A greve continua hoje, 4 abril. O primeiro dia de interrupção das atividades, na sexta-feira, 1º, contou com adesão significativa e teve grande repercussão também fora da Autarquia. Entretanto, há espaço e, sobretudo, necessidade de avançarmos na luta pela Reestruturação da Carreira com reajuste salarial. Participe e incentive outros colegas. Lembramos que está disponível (aqui) a lista de presença na greve, que deve ser assinada por todos os servidores ativos, em todos os dias úteis. Para assinar, é necessário fornecer login e senha. Aqueles que não são filiados ou não lembram a senha, devem cadastrar uma chave de acesso. Veja


Edição 56 – 1/4/2022

Servidores do BC em greve!

Estamos em greve! Em face da intransigência do governo, os servidores do Banco Central em todo o país cruzam os braços a partir de hoje, 1º de abril, por tempo indeterminado. A intensificação do movimento reivindicatório se dá após meses de tentativas frustradas, por parte da categoria, de estabelecer uma agenda negocial com o Executivo. Até aqui, porém, não há proposta oficial em relação ao reajuste e a outros pontos da Reestruturação de Carreira. Procedimentos Está disponível no site do SINAL a lista de presença, que deve ser assinada por todos os servidores ativos em greve (filiados ou não), em


<< Anterior | 123456789 1011121314151617181920 | Próxima >>